Resumo de tep

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1041 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo de T.E.P. - Avaliação Forense, IFP, QUATI, EMEP e WISC

AVALIAÇÃO FORENSE

O termo Psicologia Forense designa a aplicação da Psicologia, seus quadros teóricos e metodológicos, às questões judiciais. O objeto da Psicologia Forense será, portanto, todas as circunstâncias que ligam o Sujeito e a Lei.

- Caracterização: Avaliação Psicológica.
- Questões na área Forense: Demanda,Planejamento e Escolas Técnicas.
- Contextos: Criminal, Civil e Danos.

PSICÓLOGO CRIMINAL
- É preciso perceber o quanto o indivíduo é capaz de entender o que fez.

IMPUTÁVEL - São os atos cometidos conscientemente por indivíduos, considerados assim de responsabilidade judicial, pode receber as penas da lei.
SEMI-IMPUTÁVEL - Ele tem a consciência de seus atos, mas perde temporariamente aconsciência por algum motivo (Tpm, Legítima defesa, etc). Se condenado cumpre a pena, mas está é mais branda.
ININPUTÁVEL - É considerado o agente que, por doença mental ou desenvolvimento mental incompleto ou retardado era, ao tempo da ação ou omissão, inteiramente incapaz de entender o ato ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento, ou seja, teve um surto (agente isento de penaaplica-se medida de segurança).

- A Justiça utiliza os laudos (serviços) do Psicólogo, mas quem decide a sentença é o juiz.
- A demanda surge a partir do processo.
- Há perícias de muitos profissionais (psicólogo, médico, fotografo, etc).
- Existem várias técnicas a serem empregadas e cabe ao Psicólogo escolher a mais adequada. Mas existem algumas, como auto-relato de indivíduo, que nãocabem num caso penal. Outro exemplo é um caso onde o indivíduo tenha uma inteligência avançada, pois esse pode dissimular ou mentir.
- A escolha do teste deve ser por aquele em que o indivíduo não sabe o que está demonstrando (ex. HTP, Pirâmides coloridas, Roch, etc).
- O Psicólogo criminal trabalha no fórum.
- Existem muitos indivíduos que passam por exame Psicológico e têm a avaliação positiva,mas que ao sair em liberdade comete infrações. Isso explica pois estes se sentem seguros na instituição, os muros são seu superego.

PSICÓLOGO CIVIL
- O Psicólogo Civil geralmente lida com divórcios, também lida com com a guarda dos filhos, avaliação com idosos, no sentido de verificar sua lucidez, se é capaz de gerir sua casa, emprego, etc.

PSICÓLOGO POR DANOS
- O Psicólogo que verificadanos, lida com assédios morais, sexuais, situações de lesão econômica, etc.

I F P - Inventario Fatorial de Personalidade

- É um teste objetivo de linha Personológica.
- Para a Personologia a personalidade e a interação da necessidade e a pressão do ambiente.
- Faixa etária 18-60 anos, de natureza verbal.
- Diferente do Projetivo em que o indivíduo não tem consciência do que revela.
- Aprincipal dificuldade no uso desse tipo de teste é a manipulação que o sujeito pode fazer de suas respostas, ou seja, dependemos da veracidade e confiança nas respostas dele.
- A personalidade do indivíduo é composta por necessidades (intrínsecas), que levam-o à ações, mais influências que ele sofre do ambiente: pressão.
- A personalidade é o resultado da interação desses fatores para aPersonologia.
- Testes Psicológicos de Personalidade servem para avaliação Psicodiagnóstico.
- O IFP avalia um individuo normal em 15 necessidades ou motivos, que são elas:

* Assistência
* Dominância
* Ordem
* Denegação
* Introcepção
* Desempenho
* Exibição
* Heterossexualidade
* Afago
* Mudança
* Persistência
* Agressão
* Autonomia
*Afiliação
*
- São 155 itens, sendo que, 135 correspondentes as variáveis da personalidade e 20 de escalas de desejabilidade e de validade.

Correção e Interpretação
- Validade = ME (até 30 é válido, 31 e acima é inválido).
- DS = Percentil 70 ou mais (mais preocupado).
- DS = Percentil 69 ou menos (mais autenticas as respostas).
- Separar Escores: extremo alto, alto, baixo e extremo baixo....
tracking img