Resumo de: “marx: notas sobre a teoria do capital” (mauricio coutinho, 1997. cap. 1).

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (822 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo de: “Marx: Notas sobre a Teoria do Capital” (Mauricio Coutinho, 1997. Cap. 1).
Em meados do século XIX, Marx inicia sua trajetória nos estudos da Economia Política, especialmente sobreautores como Adam Smith, James Mill e David Ricardo, impulsionado pelas necessidades de fundar as relações jurídicas nas “relações materiais da vida”, já que segundo ele: “a anatomia da sociedade burguesadeve ser procurada na economia política”. Essa aproximação aos assuntos da Economia Política é vista por especialistas como uma trajetória que vai da rejeição à aceitação, visto que seus primeirostextos recusam a teoria do valor-trabalho, enquanto que em sua obra A Miséria da Filosofia já se encontra plenamente de acordo com as ideias de Ricardo.
Engels inaugura a crítica aos economistas, seposicionando contra a propriedade privada tomando por referência a contraposição entre o liberalismo e o mercantilismo. A “ciência da riqueza privada” (caracterizada pela defesa da concorrência e dopapel dos ajustamentos naturais do mercado) defendida por Cantillon, Hume, Quesnay, Smith, teria sido desenvolvida para expor as virtudes do sistema liberal, sem realizar críticas à propriedade privada. Aconcorrência passaria a ser vista como causa de bem-estar. O propósito de Engels era a contestação à ideia de que o egoísmo seria compatível com a harmonia. O comercio, decorrente da propriedadeprivada revelaria as consequências desse regime. Entre elas a divisão do trabalho, que causa o afastamento entre o homem e o produto de seu trabalho, e o “confronto” entre interesses claramente opostosque se dá no ato do comércio, visto como uma “fraude legalizada”.
Para Engels, na sociedade moderna prevaleceria o poder dos proprietários, e caberia ao homem a tarefa de recompor a sociabilidadenatural, extinguindo a propriedade privada.
Marx associa a propriedade privada ao resultado do movimento do trabalho aquisitivo, considerando que nesta o trabalho adquire caráter de alienação,...
tracking img