Resolucao de vestibular

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2464 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PlanetaBio – Resolução de Vestibulares
FUVEST 2009 – 1ª fase
www.planetabio.com
1- A chamada “química verde” utiliza métodos e técnicas próprios para reduzir a utilização e/ou a
geração de substâncias nocivas ao ser humano e ao ambiente.
Dela faz parte o desenvolvimento de
a) produtos não biodegradáveis e compostos orgânicos persistentes no ambiente para combater
pragas.
b) técnicas deanálise para o monitoramento da poluição ambiental e processos catalíticos para
reduzir a toxicidade de poluentes atmosféricos.
c) produtos não biodegradáveis e processos que utilizam derivados do petróleo como matéria
prima.
d) compostos orgânicos, persistentes no ambiente, para combater pragas, e processos catalíticos a
fim de reduzir a toxicidade de poluentes atmosféricos.
e) técnicas deanálise para o monitoramento da poluição ambiental e processos que utilizam
derivados do petróleo como matéria-prima.

Resposta: B
A “química verde” envolve o monitoramento da poluição e processos catalíticos
para reduzir a toxidade de poluentes emitidos.
2- O debate atual em torno dos biocombustíveis, como o álcool de cana-de-açúcar e o biodiesel,
inclui o efeito estufa. Tal efeito garantetemperaturas adequadas à vida na Terra, mas seu aumento
indiscriminado é danoso. Com relação a esse aumento, os biocombustíveis são alternativas
preferíveis aos combustíveis fósseis porque
a) são renováveis e sua queima impede o aquecimento global.
b) retiram da atmosfera o CO2 gerado em outras eras.
c) abrem o mercado para o álcool, cuja produção diminuiu o desmatamento.
d) são combustíveis demaior octanagem e de menores taxas de liberação de carbono.
e) contribuem para a diminuição da liberação de carbono, presente nos combustíveis fósseis.

Resposta: E
Os biocombustíveis contribuem para a diminuição da liberação de carbono, pois durante
o seu processo de produção, bioetanol (cana-de-açúcar, milho) e biodiesel (manona,
pinhão-manso etc), os vegetais absorvem dióxido de carbonoda atmosfera pelo processo
de fotossíntese. Deve-se lembrar que os biocombustíveis são fontes energéticas
renováveis e menos poluidoras, pois, por exemplo, não apresentam contaminação por
enxofre (presente nos combustíveis fósseis) e desse modo não levam à formação de
ácido sulfúrico, relacionado à chuva ácida.
1

PlanetaBio – Resolução de Vestibulares
FUVEST 2009 – 1ª fasewww.planetabio.com

3- No início do século XX, focos de varíola e febre amarela fizeram milhares de vítimas na cidade
do Rio de Janeiro. Nesse mesmo período, a atuação das Brigadas Mata-Mosquitos, a
obrigatoriedade da vacina contra a varíola e a remodelação da região portuária e do centro da
cidade geraram insatisfações entre as camadas populares e entre alguns políticos. Rui Barbosa,
escritor, jurista epolítico, assim opinou sobre a vacina contra a varíola : “...não tem nome, na
categoria dos crimes do poder, a temeridade, a violência, a tirania a que ele se aventura (...) com a
introdução, no meu sangue, de um vírus sobre cuja influência existem os mais bem fundados
receios de que seja condutor da moléstia ou da morte.”
Considerando esse contexto histórico e as formas de transmissão eprevenção dessas
doenças, é correto afirmar que
a) a febre amarela é transmitida pelo ar e as ruas alargadas pela remodelação da área portuária e
central da cidade permitiriam a convivência mais salubre entre os pedestres.
b) o princípio de ação da vacina foi compreendido por Rui Barbosa, que alertou sobre seus efeitos
e liderou a Revolta da Vacina no Congresso Nacional.
c) a imposição da vacinasomou-se a insatisfações populares geradas pela remodelação das áreas
portuária e central da cidade, contribuindo para a eclosão da Revolta da Vacina.
d) a varíola é transmitida por mosquitos e o alargamento das ruas, promovido pela remodelação
urbana, eliminou as larvas que se acumulavam nas antigas vielas e becos.
e) a remodelação da área portuária e central da cidade, além de alargar...
tracking img