Resenhas

COMO DERRUBAR O VALOR DE UMA EMPRESA – PARMALAT • 09/2/10

Os passos que levaram ao encolhimento da Parmalat no Brasil e a aproximaram de um desfecho praticamente inevitável – a venda para umaconcorrente

História de sucesso nos anos 90, a Parmalat brasileira transformou- se na protagonista de um dos mais rumorosos casos de empresa em processo de lento, doloroso e constante declínio. Osfatos recentes traçam um cenário inconteste.

Sua lista de produtos, que chegou a ter 100 itens, como creme de leite e sucos, agora tem apenas um – o tradicional e pouco rentável leite longa vida.Nos últimos três meses os produtos da marca chegaram a faltar em algumas das maiores redes de varejo, e fornecedores de leite com pagamentos atrasados forçaram o fechamento de uma de suas cincofábricas, em Goiás.

De janeiro a setembro de 2009, as receitas da companhia foram de 900 milhões de reais – queda de 30% em relação ao mesmo período do ano anterior.
Não é pouca coisa em termos de másnotícias. O declínio levantou rumores sobre uma possível venda da Parmalat – graças a eles, no início deste ano as ações do fundo de investimento Laep, controlador da empresa desde 2006, dobraram de valorem apenas três dias. No final de janeiro, o fundo Global Yield Fund Limited, da Global Emerging Markets, fez um aporte de 120 milhões de reais para se tornar sócio da companhia (trata-se do primeiroinvestimento do fundo no país). É um paliativo, mas não um remédio definitivo, segundo analistas. “É uma solução temporária”, diz um executivo do setor. “A empresa dificilmente vai se levantarsozinha.”

O cenário é diametralmente oposto ao desenhado pelo financista Marcus Elias, dono do Laep, ao comprar a Parmalat, há pouco mais de três anos. Com um histórico de viradas bem-sucedidas na locadorade veículos Unidas e na fabricante de alimentos Gomes da Costa, Elias prometeu aos investidores repetir o roteiro. Para isso ele compraria concorrentes, ganharia participação de mercado e criaria...
tracking img