Resenha licia manzo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (499 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MANZO, Lícia. Era uma vez: Eu – a não-ficção na obra de Clarice Lispector, Brasil, Editora UFJF(2001)

Chama atenção no livro de Manzo, logo de início, a visão diferenciada em que coloca as obrasde Clarice Lispector; propondo-nos a uma nova compreensão não só de seus trabalhos, mas também de sua vida, com isso, fazendo-nos conhecer uma verdadeira Clarice. O livro contém 9 capítulos, no total225 paginas. E já na introdução, Manzo cita várias biografias que já foram feitas de Clarice Lispector inclusive a Esboço para um possível retrato de Olga Borelli, que apesar de não ter sidodirecionada a ser uma biografia, é considerada uma das melhores, pois além de traçar uma trajetória da vida da escritora, Olga era uma amiga de Clarice.
No segundo capítulo a autora traduz a personagem Joanade Perto do coração Selvagem, primeiro romance de Clarice. Manzo nos conta do começo da vida de Clarice, de sua infância, sua família e nos faz descobrir a semelhança entre a personagem e Clarice.Nos dois próximos capítulos a autora também nos mostra a vida de Clarice, seu casamento, seus filhos, sua mudança para o exterior devido ao emprego de seu marido e retrata a indignação de Clarice pornão estar no Brasil. Conta-nos também as várias recentes obras de Clarice e nos faz entrar em uma discussão complexa em que Manzo deixa clara a vontade de Clarice de viver os personagens, e que o queela escrevia era o que realmente queria fazer e cada personagem secundário geralmente era alguém no qual teria marcado de alguma forma sua vida e dessa forma, de acordo com Manzo, todas as personagensdas obras de Clarice são nada mais do que ela mesma.
Lícia Manzo expõe a vida de Clarice depois da sua separação, e o dever de agora cuidar de seus dois filhos, e não deixa passar em branco ascrônicas em que Clarice fazia para O Jornal do Brasil, onde conseguia o sustento de seus filhos. Manzo argumenta também que essas crônicas eram mais tarde reaproveitadas em obras de Clarice, na maioria...
tracking img