Resenha economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2045 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ciência Econômica: do nascimento a contemporaneidade

GRENAUD, A. PATRICK. Manual de economia. Organização: Diva Benevides Pinho & Marco Antônio Sandoval de Vasconcellos. 5ª ed. São Paulo Saraiva, 2005.

O desenvolvimento da economia é um processo histórico que se deve desde as grandes navegações até a nanotecnologia surgida no Japão. Cada pequena contribuição ou mudança religiosa,intelectual ou cultural, política ou geográfica, acarretaram em mudanças no âmbito econômico e social. Essa evolução da ciência econômica pode ser conceituada em quatro fases distintas: pré-científica, de criação da economia propriamente dita, de elaboração dos princípios teóricos fundamentais e a fase atual na qual estamos inseridos e, consequentemente temos mais acesso.
A primeira fase vai da origemda economia até 1720. A palavra economia tem sua origem na Grécia, com Xenofonte que intitulou sua obra com este novo termo, o qual significava gestão dos bens privados. Entretanto, não foi nem na Época Clássica, nem na Antiguidade Romana que a economia teve seu maior desenvolvimento. Mas sim, na Idade Média e com o Mercantilismo quando ela passou a ter caráter científico. Isso porque esta novaorganização econômica trouxe muitas mudanças, sendo as geográficas as que mais contribuíram para o desenvolvimento da ciência econômica. Os autores mais importantes da época no ramo da economia foram Perry, Cantillon, Quesnay, sendo com o último que ela passa a ter reconhecimento pela comunidade científica.
Já a segunda fase se estende desde 1720 até 1870. Neste período surgiu a Fisiocracia,considerada a primeira escola de economia existente, a qual teve suas origens na época do Mercantilismo, sendo, porém, o contrário deste: um governo da natureza, não devendo a economia ser muito regrada, mas conduzida a alcançar determinado fim. O autor que mais enfatizou a Fisiocracia, contrariando o mercantilismo, foi o médico François Quesnay. Tendo vários seguidores, inovou o ramo da economia comnovos conceitos e definições. No “quadro econômico”, ele apresenta algumas inovações no modo de pensar economia, as quais foram sendo aprimorados posteriormente, ele também foi o pioneiro da economia quantitativa.
Outra corrente importante desse período foi a Escola Clássica, fundada por Adam Smith, que sofreu influência dos fisiocratas, quando em 1764 entrou em contato com Quesnay, em sua viagem àFrança. Influência esta que pode ser notada em sua concepção de que o homem possuía um egoísmo intrínseco o qual levaria ao natural crescimento econômico, afinal, pessoas egoístas visam seu crescimento e aprimoramento, sempre buscando o melhor pra si. Outro conceito interessante de Smith diz respeito a uma aptidão natural do homem: a de poupar seu dinheiro e enriquecer. Como se percebe, assimcomo os fisiocratas, ele defende que a ordem econômica será alcançada, não espontaneamente, mas encaminhada, sem que se interferira nesta de modo a manipulá-la, como acontecia no mercantilismo. Ele também observou e explicou fenômenos econômicos. Na visão atual, alguns cientistas apóiam suas idéias e reafirmam sua importância para com a economia, enquanto outros, não desmerecendo seus estudos,afirmam que ele não foi original em suas pesquisas, mas contribuiu muito para o âmbito econômico.
Um de seus seguidores que se destacou foi Tomas Malthus, que tentou explicar a economia e suas funções para com a sociedade, sendo sua obra mais conhecida a “Teoria Malthusiana”, uma teoria demográfica que explica que a população cresceria em progressão geométrica enquanto a alimentação em progressãoaritmética, logo, em algum momento faltaria comida para alimentar a população mundial. Entretanto, ao pensar essa teoria Malthus não levou em consideração as possíveis evoluções tecnológicas e sociais, pecando em sua conclusão.
Outro discípulo da Escola Clássica foi David Ricardo que inicialmente crivou em seu trabalho uma visão otimista, assim como Smith e Malthus, tendo posteriormente mudado sua...
tracking img