Resenha do livro: o principe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5580 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
VI
Dos principados novos que se conquistam com armas próprias e com virtù
Nos principados completamente novos, onde há um novo príncipe, existe maior ou menor dificuldade para mantê-lo conforme seja maior ou menor a virtù de quem o conquistou[5].
Exemplos que corroboram o que Nicolau acabou de citar são homens que pela própria virtù e não pela fortuna se tornaram príncipes, exemplos comoMoisés, Ciro, Rômulo e Teseu. Tais personagens depois de vencerem perigos e passarem a ser venerados, tendo aniquilado os que tinham inveja de suas qualidades, tornaram-se poderosos, seguros, honrados e felizes. É possível acrescentar à lista o caso de Hierão de Siracusa.
Hierão extinguiu a milícia antiga e organizou uma nova, deixou as amizades antigas e contraiu novas, e assim que teve seuspróprios amigos e soldados pôde construir, sobre esta base, todo um edifício. Assim, teve muito trabalho para conquistá-lo, mas pouco para conservá-lo[6].
VII
Dos principados novos que se conquistam com as armas e a fortuna de outrem
Aqueles que, somente pela fortuna, de cidadãos particulares se tornam príncipes fazem-no com pouco esforço, mas com muito esforço se mantém[7]. Isto aconteceu a muitosna Grécia, em cidades da Jônia e do Helesponto, que foram feitos príncipes por Dario; assim como aqueles imperadores que de simples cidadãos chegaram ao poder mediante a corrupção de soldados.
Creio que seja visível nesse ponto da leitura a inclinação de Maquiavel ao esforço inicial. Depreende-se se seus exemplos que os bem-sucedidos são os que lutaram bravamente para conquistar e não paramanter suas conquistas.
Ele aduz então dois exemplos recentes na época, Francesco Sforza e Cesare Borgia. Francesco, pelos devidos meios e grande virtù, passou de cidadão privado a duque de Milão, e o que havia conquistado com enorme empenho com pouco esforço manteve. Por outro lado Cesare Borgia, vulgarmente chamado duque Valentino, conquistou o Estado com a fortuna do pai e com ela o perdeu[8].VIII
Dos que chegam ao principado por atos criminosos
Maquiavel diz que ainda existem outros dois modos de se ascender a príncipe sendo reles particular sem ser pela fortuna nem pela virtù, isto é, ascender ao principado de maneira acelerada e nefanda ou através do favor de seus concidadãos. Ele dá dois exemplos desse primeiro modo – um antigo um moderno (para a época) – porém sem entrar nomérito da questão, considerando-os suficientes a quem precisar imitá-los[9].
Agátocles Siciliano, filho de oleiro, teve sempre uma conduta criminosa durante toda a vida. Ingressando na milícia, conseguiu promover-se até chegar a ser pretor de Siracusa. Decidiu tornar-se príncipe. Reuniu certa manhã o povo e o Senado de Siracusa como se estivesse interessado em deliberar coisas pertinentes à república,e, a um sinal combinado, fez seus soldados assassinarem todos os senadores e as pessoas mais ricas do povo.
Irrompe-se à minha memória uma passagem conhecida da classe, a de Catarina de Médici. A semelhança entre a emboscada de Agátocles e a de Catarina (usando como pretexto o casamento de sua filha Margot com o rei Henrique de Navarra, líder protestante, para matar todos os protestantesimportantes que faziam frente no conflito entre tais e os católicos) não me passou despercebida e, tanto um como outro, governaram sem controvérsia civil após os banhos de sangue. Não se pode, nas palavras de Nicolau Maquiavel, atribuir à fortuna ou a virtù tais feitos, pois sem uma nem outra foram conseguidos.
Recentemente (entenda-se a data de escrita do livro), Liverotto de Fermo, criado na casa deum tio materno chamado Giovanni Fogliani encarna o papel do exemplo moderno acima anunciado. Nos primeiros anos de sua juventude ingressou no exército de Paolo Vitelli, exército depois assumido por Vitelozzo. Estando muitos anos fora da casa de Giovanni, escreve querendo revê-lo, querendo visitar sua cidade e cuidar de seu patrimônio. Exprime na carta o desejo de ser recebido por cem...
tracking img