Resenha do livro "comer, rezar, amar"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1378 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DOS GUARARAPES
CURSO: NUTRIÇÃO
DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO ENSINO SUPERIOR
PROF: GUSTAVO LEITE
ALUNO: RENATO CARVALHO
RESENHA

Nutrir, Crer e Viver.
10.2012
“Diga Como Se Estivesse Comendo” ou Trinta E Seis Histórias Sobre A Busca Do Prazer
“Cheguei à Itália abatida e magra. Ainda não sabia o que eu merecia. Talvez eu ainda não saiba totalmente o que mereço. Porém, o que sei éque, ultimamente, eu me recuperei - graças à alegria de prazeres inofensivos - e tornei-me alguém muito mais intacto. A maneira mais fácil, mais fundamentalmente humana de dizer isso é que eu engordei. Existo mais agora do que há quatro meses atrás. Deixarei a Itália perceptivelmente maior do que quando cheguei aqui. E irei embora com a esperança de que a expansão de uma pessoa - a ampliação deuma vida - seja realmente um ato de valor neste mundo. Mesmo que essa vida, só dessa vezinha, por acaso seja apenas minha e de mais ninguém.”Elizabeth Gilbert [1] |

Essa passagem faz parte de um dos capítulos/viagens escritos por Elizabeth Gilbert, que deu origem ao livro “Comer, Rezar, Amar”.  Começo esse texto apresentando a conclusão da viagem dela à Itália, pois acredito que esta possa guiara análise sobre a relação entre nutrir, crer e viver, da qual enfatizarei o nutrir. E começo, sobretudo, destacando nessa conclusão, trechos que merecem mais atenção, pois nortearão o entendimento sobre os conflitos vividos pela autora e a dimensão da influência do ato de se alimentar para o seu bem-estar. Em suas passagens e descrições sobre o assunto, ela deixa claro sua percepção de que oalimento é, não apenas uma fonte para se manter o corpo funcionando, mas, sim, um meio de expressão de vida e que representa valores de uma coletividade.
Gilbert no primeiro trecho destacado diz: “Porém, o que sei é que, ultimamente, eu me recuperei - graças à alegria de prazeres inofensivos - e tornei-me alguém muito mais intacto.” Essa frase representa o tamanho da identificação do novo universo dapersonagem com a comida, mais do que a nutrição, ela representa a recuperação, mais do que um reflexo da sociedade italiana, é um instrumento ativo que constrói sensibilidades, como por exemplo, o prazer, e mais do que isso, uma representação que também constrói a nova história da vida dela. A alimentação pode ser uma forma de entender como uma determinada sociedade vive, assim como percebe aprópria autora, ao descrever, em riqueza de detalhes, o que viveu na Itália no que tange à culinária.  O filme “Estômago”, é outra obra que, em sua análise sobre o ser humano, estudou suas necessidades vitais, como repor suas energias e a reprodução, com o objetivo de demonstrar e defender a mesma idéia, a qual pode ser confirmada através do estabelecimento da estreita relação entre o ato de sealimentar e o prazer. [2]
Outro argumento, que justifica começar o texto que trata sobre o ato de se alimentar em “Comer, Rezar, Amar” com o trecho final do primeiro capítulo, está na relação proporcional bem-humorada entre a expansão corpórea e a ampliação da vida no aspecto sentimental, interior. Neste caso, Elizabeth utiliza o artifício da comparação, para se tentar mensurar o desenvolvimentoespiritual, no sentido do bem-estar, que vivia naquele momento. Ela escreve esse trecho para deixar clara a transformação que o prazer da comida lhe causou, “Existo mais agora do que há quatro meses atrás”. Quatro meses atrás a história era outra: a vida da escritora Elizabeth, que alcançou o sucesso profissional, não era mais alegre e, assim, ela se divorciara. Entretanto, é em meio à alimentação quecomeça a aventura rumo à mudança de vida, em uma viagem de um ano pelo mundo. O primeiro lugar no qual ela parou para permanecer alguns dias foi Roma, lá a escritora conheceu algumas pessoas que se tornaram muito amigos, divertiu-se e passou a dar mais importância para sua alimentação.
Assim como concluiu a escritora ao término da viagem pela Itália, era mesmo preciso redescobrir os prazeres de...
tracking img