Resenha do filme: patch adams o amor é contagioso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1056 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ
Acadêmico: Douglas Martins
Disciplina: Recreação Hospitalar
Professor: Wanderléia
Educação Física 6º Período

Resenha do Filme: Patch Adams o Amor é Contagioso
O filme conta a história real de um homem chamado Hunter Adams. Em 1969, quando contava com aproximadamente 40 anos de idade, encontra-se em estado de intensa depressão e, por conta própria, seinterna num hospital psiquiátrico.
Durante as sessões de terapia, com um profissional distante e impessoal, relata que seu pai faleceu quando ele contava com 9 anos de idade. Seu pai estava no exército e lhe disse duas semanas antes de morrer que havia perdido sua alma na guerra contra a Coréia.
Em seguida, se remete ao momento atual, relatando que mudou de casa sete vezes e tevevários empregos neste último ano. "Mas nenhum me interessou. Não me encaixo."
Seu contato com Arthur Mendelson, um velho que chama de idiota todos que dizem ver apenas quatro dedos quando ele lhes mostra os quatro dedos, revela uma fala interessante quando Adams vai procurá-lo para saber qual a resposta certa: "Vê o que ninguém mais vê. Vê o que todos preferem não ver por medo, comodismo oupreguiça. Na verdade, está à caminho. Se só visse em mim um velho louco e amargo nunca teria vindo."
Arthur lhe dá o apelido de "patch" em razão dele ter consertado seu copo.
Entra no mundo alucinatório de seu companheiro de quarto (Rudy) e consegue fazê-lo vencer padrões de conduta fóbica.
Então, procura pelo terapeuta e diz que vai sair do hospital pois quer ajudar os outros,entrando em contato com eles e não sendo como o terapeuta que nem sequer os escuta. Sai do consultório dizendo que seu nome passa a ser Patch Adams. Dois anos depois, está cursando medicina. Na aula inaugural, o reitor Walcott diz: "... vamos desumanizá-los, vamos torná-los médicos." E todos aplaudem, menos Patch. Patch tenta se aproximar de uma colega de sala e ela o repele de maneira contundente.Outro colega que assiste à cena, Truman, solidariza-se e passam a viver momentos de "aproveitamento" do acaso, no qual testa suas teorias de melhoria de qualidade de vida.
Patch é um homem para o qual não existe limite, convenções sociais, restrições. Para ele, tudo é permitido. Ele é rebelde, com dificuldade para se relacionar de maneira socialmente adequada. Por isso, não se conforma ematender clientes apenas no 3º ano do curso. Então, passa a freqüentar o hospital ligado à Faculdade no intuito de agradar, brincar e divertir os pacientes. É irreverente e contagia a todos os pacientes, seus familiares e enfermeiras, com sua alegria, criatividade e despreocupação. Seu rendimento acadêmico é excelente. É um idealista, e tem por premissa que "o médico deve melhorar a qualidade devida do paciente e não apenas adiar a morte."
Após muitos contratempos, enfim chega o 3º ano, e Patch, além de atender os clientes do hospital acaba por montar seu próprio ambulatório com atendimento gratuito e nos seus moldes, ou seja, com um atendimento mas pessoal e humanizado. Carin passou a confiar em Patch e a ajudá-lo em seu projeto. Ela, que sempre detestou os homens, via nele alguémem que podia confiar. Ela lhe disse que desde criança invejava as lagartas pois sabia que podiam se transformar e serem livres, voando para bem longe. Mas Carin é assassinada por um paciente e Patch se sente culpado e pensa em abandonar tudo. Seu colega de quarto, Mitch Roman, que por inveja havia se mantido à parte, pede por sua ajuda para atender uma paciente. Mas Patch não o ajuda pois estádecidido a abandonar tudo. Volta ao local onde levou Carin, o terreno que tencionava, um dia, comprar, para montar sua clínica, e desabafa e repudia Deus. Mas "recebe" um sinal, uma resposta para suas questões. Ele vê uma borboleta pousada em sua mala e, em seguida, ela voa e pousa em seu peito e depois alça vôo. Então ele volta ao hospital para ajudar o colega com a paciente. Mas, logo em seguida,...
tracking img