Resenha: as fontes da arte moderna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (277 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
As Fontes da Arte moderna, Giulio Carlo Argan








Arte Moderna, não significa arte contemporânea ou arte da nossa época. Há um período ao qual é colocado oproblema da avaliação da dimensão histórica do impressionismo, e em primeiro lugar a procura-se esclarecer-se o impressionismo orienta-se por uma tendência clássica ou romântica, ou seresolva a antítese destas duas posições, não como situações históricas determinadas e sim como eternas polaridades do espírito humano.
O impressionismo afirma que o valor dasensação como fato absoluto e autônomo; o artista realizava a sensação de como uma condição de plena autenticidade do ser atingir na renúncia a qualquer noção habitual ,um estadode liberdade total, que fornece o exemplo daquela que deve ser a figura ideal do homem moderno, livre de preconceitos e pronto para a experiência direta do real. Uma arte quedesenvolva nestas duas direções (sensação e fenômeno) é totalmente moderna porque implica a renúncia a qualquer princípio de autoridade, seja ele entendido como imagem reveladae eterna do criado ou como norma estética geral. A arte deste período, a arte moderna prescindia de toda e qualquer tradição nacional ou européia deste modo a questão da arte seapresenta em vários planos: participando diretamente da situação histórica, abarca necessariamente problemas de ordem não especificamente estética intelectuais, morais,sociais, religiosos e políticos. Mas dado que enquanto arte, é um modo completo e insubistituível de experiência, ela conserva e acentua sua própria autonomia.
Por esta razão, umadas características marcantes da arte moderna é a formação continua de grupos e tendências, cada um dos quais enuncia e desenvolve um programa e tende a impor sua própria estética.
tracking img