Repteis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3459 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Estadual CAIC José Elias de Azevedo
Professor (a):
Alunos (as):
Números:
Série/Turma:
Matéria: Química
Assunto: Reações nucleares.
1. A descoberta da radioatividade.
2. Os efeitos das emissões radioativas.
3. A natureza das radiações e suas leis.
4. Transmutação nuclear.
5. Famílias radioativas naturais.
6. Fissão nuclear/ Fusão nuclear.
7. Aplicaçãodas reações nucleares.
8. Perigos e acidentes nucleares. (Chernobyl, Césio.)
9.

Introdução
Quase todos já ouviram falar sobre a descoberta da radioatividade, que é um fenômeno pelo qual os núcleos atômicos sofrem transformações e emitem radiações, podendo, nesse processo, formar novos elementos químicos. Costuma-se dizer que esse fenômeno foi descoberto, acidentalmente, por HenriBecquerel, em 1896. Tudo aconteceu porque Becquerel guardou, em uma gaveta, um composto de urânio juntamente com uma chapa fotográfica, havendo depois revelado a chapa e notado nela os sinais da radiação.
A história não é bem assim. Dificilmente se poderia afirmar que Becquerel descobriu a radioatividade; e aquilo que ele de fato descobriu não foi fruto do acaso.
Este capítulo mostrará qual foio trabalho de Becquerel, o longo e tortuoso caminho que levou à descoberta da radioatividade e discutirá as dificuldades de compreensão dos fatos que eram observados. Esse episódio é muito instrutivo, por mostrar claramente como as expectativas teóricas podem influenciar as próprias observações, levando o pesquisador a ver coisas que não existem.

A Descoberta da Radioatividade

Em 1896,o francês Henri Becquerel estudou os efeitos da luz solar sobre determinados materiais fluorescentes, como o minério de urânio. À espera da melhora do tempo, que se apresentava nublado, guardou a amostra do minério numa gaveta. Ao retirá-la, alguns dias mais tarde, Becquerel observou que a pedra havia emitido radiações mesmo no escuro e obteve a primeira prova da existência da radioatividadenatural.
          Radioatividade é a propriedade que alguns tipos de átomos instáveis apresentam de emitir energia e partículas subatômicas, o que se convenciona chamar de decaimento radioativo ou desintegração nuclear. As teorias físicas modernas atribuem a origem da radioatividade a um grau de instabilidade interna do átomo (nuclídeo pai), que ao se converter em outro átomo (nuclídeo filho)alcança maior estabilidade.

HISTÓRIA

        Após a descoberta da radioatividade dos minérios de urânio por Becquerel, o casal Pierre e Marie Curie comprovou a existência de outras substancias com atividade radioativa. Simultaneamente com o alemão Gerhard Carl Schmidt, o casal encontrou alto índice de radioatividade no tório. Maistarde, ao analisar alguns minérios de urânio, em especial as pechblemas, Marie Curie detectou uma intensidade radioativa maior do que a observada pelo urânio e supôs que esses minerais continham algum elemento químico radioativo ainda não descoberto. Prosseguindo em suas experiências, os Curie separaram da pechblendas um elemento 400 vezes mais radioativo que o urânio, a que chamara

Os efeitosdas emissões radioativas

A natureza está cheia de átomos radioativos e conseqüentemente os seres vivos se formaram e se desenvolveram em convívio com este ambiente. No entanto, somente no ano de 1896 devido à pesquisa de H. Becquerel, a humanidade tomou conhecimento deste fenômeno, (na verdade nesta data já se tinha conhecimento da existência de raios X descobertos por W. Roentgen em 1895).Nada se sabia, então, a respeito do efeito da radiação sobre um tecido vivo e os cientistas envolvidos nas pesquisas iniciais estavam preocupados em entender a natureza das radiações emitidas, seus efeitos em materiais diversos e seu comportamento com o decorrer do tempo.
Os efeitos da radiação sobre o ser humano se evidenciaram em seguida e o próprio Becquerel constatou que os raios produziam...
tracking img