Representacoes de mulheres sobre o climaterio e a interface no processo de educacao em saude

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (270 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Definido como o período de transição entre a fase reprodutiva e a não reprodutiva de mulheres na faixa etária de 45 a 60 anos de idade, o climatério caracteriza-se pormodificacoes endocrinas que levam a diversas alteracoes fisiologicas e repercussoes clinicas. Diante de tal contexto, percebe-se a necessidade de desenvolver estratégiasque melhor esclareçam as mulheres sobre tal temática, com enfase nas duvidas e anseios por elas relatados. Assim, o presente estudo buscou verificar as representacoes demulheres, em um bairro de Fortaleza/CE, sobre o climatério. Tratou-se de uma pesquisa-ação, à luz do referencial teórico de Paulo Freire, que concebe a educacao comoreflexao sobre a realidade existencial. Tal estudo foi realizado no período de junho a agosto de 2007, com participação de 14 mulheres com média de idade de 51 anos.Realizou-se uma roda de conversa que favoreceu a discussão sobre o climatério e solicitou-se para que as integrantes expressassem, atraves de desenhos ou palavras, os sentimentosindividuais acerca deste periodo. A partir disto, foi construido um painel de relatos contendo aspectos positivos e negativos em relacao ao tema. Observou-se que muitasmulheres achavam que alguns sintomas, típicos do climaterio, eram sinônimos de “doenças da velhice” e que pouco poderia ser feito, além de referirem os aspectos negativoscom maior freqüência. Contudo, após o encontro, o grupo relatou melhoria na afeição a si e mostrou-se melhor esclarecido sobre a fase climatérica. Em vista disso,acredita-se que estratégias que auxiliem a reflexão e conscientização das mulheres sejam promovidas com maior ênfase, com o propósito que estas envelheçam com excelência.
tracking img