Renan calheiros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1067 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
José Renan Vasconcelos Calheiros



A vocação política de Renan Calheiros, nascido em Murici (AL), em 1955, começou com o movimento estudantil, nos anos 70, quando se elegeu presidente do Diretório Acadêmico da área de Ciências Humanas e Social da Universidade Federal da Alagoas. Filiou-se ao MDB, de oposição ao regime militar.

Ainda estudante de direito, em 1978, elegeu-se deputadoestadual pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido que fazia oposição ao regime militar. Dois anos depois, tornou-se líder da bancada na Assembleia Legislativa de Alagoas. Renan filia-se ao PMDB e, agora bacharel em Direito, elege-se deputado federal em 1982.

Em 1984, chega a vice-líder do partido. Votou contra todas as propostas que representassem arrocho salarial e apoiou o projeto delei que proibia a demissão imotivada. Ajudou a eleger Tancredo Neves, que não pôde assumir, cedendo lugar ao seu vice, José Sarney.

Em 1985, foi eleito para a presidência regional do PMDB, candidatou-se novamente e foi reeleito deputado federal com a maior votação do PMDB e a segunda maior do estado de Alagoas, obtendo um total de 54.888 votos.

Em 1986 é reeleito para deputado federal com amaior votação do estado. Assume a Presidência do PMDB alagoano, elege-se deputado federal. Trabalhou pela regulamentação do direito de greve e em defesa das garantias sociais que hoje estão asseguradas na Constituição Federal. Autor da proposta facultando o voto aos 16 anos, Renan se destacou ainda em defesa da reformar agrária.

Em 1988, torna-se titular da Comissão de Constituição e Justiça daCâmara dos Deputados, tornou-se um dos fundadores do PSDB. Deixou o PSDB em 1989 para se filiar ao PRN e ser assessor pessoal da candidatura de Fernando Collor à presidência da República.

Em 1990, foi Líder do Governo na Câmara dos Deputados.

Em 1992, acusou PC Farias de montar um governo paralelo e ajudou no pedido de impeachment de Collor. Assumiu a vice-presidência da Petrobras Química(Petroquisa), onde atuou entre 1993 e 1994.

Em 1994 é eleito senador por Alagoas com 235,3 mil votos.

No dia sete de abril de 1998, com o apoio do senador Jader Barbalho, tornou-se ministro da Justiça de Fernando Henrique Cardoso. No Executivo, atuou no combate ao crime organizado, em defesa dos direitos do consumidor, da cidadania e da mulher, reequipou as Polícias Federal e Rodoviária Federal,combateu a corrupção e tomou medidas para afastar policiais envolvidos em irregularidades. O ministro Renan fortaleceu o Conselho Administrativo do Direito Econômico (CADE), criou a primeira comissão de anistia que passou a analisar processo de concessão de benefícios a pessoas perseguidas pelo Regime Militar. Deixou o cargo em junho de 1999, votou a favor da emenda constitucional que previa areeleição de presidente da República, governadores e prefeitos sem desincompatibilização, e pelo aumento do imposto de renda, o fim da aposentadoria especial dos magistrados, a destinação de verbas públicas para custear campanhas eleitorais, a reforma da Previdência.

Em 2001, assumiu a Liderança do PMDB no Senado.

Na eleição geral de 2002, o povo alagoano reelegeu o senador Renan Calheiros coma maior votação proporcional de todo o país, ou seja, 815.136 eleitores, o que representa 64% dos votos de Alagoas.

Em 2002, relatou a medida provisória que regulamentou o pagamento de benefícios a anistiados políticos. Trabalhou pela aprovação do Estatuto do Desarmamento e foi autor do projeto de resolução que convocou o referendo sobre a proibição de comercialização de armas de fogo noBrasil. Em 2002, com José Sarney, apoiou a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva.

Em 2003, Renan foi relator do programa Bolsa Família, que se transformou no principal programa social do governo Lula.

Em 2005 foi eleito Presidente do Senado Federal que inclui, também, a presidência do Congresso Nacional, em outubro de 2007, teve que renunciar ao cargo, após denúncias de corrupção. A crise...
tracking img