Relatorio de pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1494 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL


CURSO DE SERVIÇO SOCIAL – Modalidade EAD


























RELATÓRIO DE PESQUISA















DEPENDÊNCIA QUÍMICA














Patricia Silva de Souza Cajui
Turma 21810 / 2012-1º


Rio de Janeiro
Maio 2012




Índice:Introdução..............................................................................................................4
Descrição................................................................................................................6
As principais mazelas causadas pela dependência química.................................8
3.1 Violência Domestica........................................................................................83.2 Prejuízos..........................................................................................................8
3.3 Mortalidade Precoce......................................................................................9
Do álcool ao Crack............................................................................................10Conclusão..........................................................................................................11
Bibliografia, Referências e Anexos













1. Introdução:


O presente relatório apresenta os resultados do estudo de campo realizado na Associação Maranathá do Rio de Janeiro, em seu posto de atendimento no bairro do Engenho em Itaguaí, município da região metropolitana do Rio de Janeiro.A Associação Maranathá do Rio de Janeiro é uma organização não governamental que visa o tratamento e a reinclusão de dependentes químicos para a sociedade. Tem como foco principal os homens, chefe de família, para restruturação do lar.

Os dados utilizados como base para este relatório de pesquisa foram obtidos no período de sete à doze de Abril de 2012.

Omotivo que me levou a realizar esta pesquisa, foi encontrar e identificar os problemas sociais que as famílias enfrentam em decorrência da dependência química e, desta forma, tomar diretrizes para instruir os lares a enfrentar o quadro de uma forma mais eficiente e realista.

O intuito é buscar uma solução global e minimizar as sequelas deixadas tanto nos dependentes quanto em suasfamílias e não somente solucionar a dependência patológica.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) a saúde é o perfeito equilíbrio BIO-PSICO-SOCIAL.

Evidentemente sempre que rompido este equilíbrio, estaremos diante de uma doença que poderá ser física ou psicológica. A dependência química é considerado atualmente, a maior e mais dramático problema de saúde pública, noentanto, como podemos observar na própria definição de Saúde da OMS, a dependência química também é um problema social, e é sobre este prisma de desequilíbrio que esta pesquisa abordará.


















2. Descrição:


As implicações biológicas, psicológicas e sociais que envolvem os dependentes de drogas em sua fase econômica ativa são, incontestavelmente,preocupantes para sociedade, instituições e empresas, uma vez que a droga não afeta apenas o dependente, mas marcam acentuadamente sua família, seus projetos e suas relações com o trabalho.

Em visitas a Comunidade Católica Maranathá juntamente com o Sr. Alexandre Machado Duque, responsável projeto que atende 27 homens que se recuperam da dependência química. Foi constatado que a causaembrionaria da dependência está na falta de estrutura familiar, afetando principalmente a infância e a juventude; 73,6% das pessoas em recuperação na instituição tiveram seu primeiro contato com as drogas antes dos 17 anos, destes, 97,2 % tiverem o primeiro contato com o álcool. Confirmando estudo realizado e publicado no jornal da tarde, afirmando que 24,7% dos jovens brasileiros entre 10 e 17...
tracking img