Relatorio de fisica experimental ufc 1

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1335 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

RELATÓRIO FÍSICA EXPERIMENTAL
PRÁTICA 02: MICRÔMETRO

Aluno:Douglas Filipe Souza Torquato
Matrícula:0339766
Turma : 28A

09/04/2012
Sumário


1.Objetivos...............................................................................................32.Material.................................................................................................3
3.Introdução.............................................................................................3
4.Procedimento........................................................................................5
5.Questionamento....................................................................................66.Conclusão.............................................................................................7
7.Bibliografia...........................................................................................7

1.Objetivos
Conhecimento do micrômetro e familiarização com seu uso,além de comparar com o paquímetro e observar qual é mais preciso.

2.Material
Os materiais utilizados foram:
-Micrômetro
-Esfera
-Tarugo
-Fios
-Lâminas-Papel
3.Introdução teórica

Como aproveitamos o conhecimento sobre algarismos significativos,estudado no relatório passado,vamos falar apenas sobre o micrômetro. O micrômetro,assim como o paquímetro,é um instrumento de medida bastante utilizado em laboratórios,ele tem uma precisão ainda maior do que a do paquímetro.O micrômetro é usado com mais frequência para medir espessurasdiversas,diâmetros de fios,etc.O seu grau de precisão pode variar entre 0,01mm a 0,001mm.

(Imagem de um micrômetro simples)
Descrevendo a imagem anterior: O micrômetro apresenta duas esperas,uma fixa e outra móvel.A espera fixa é a pequena parte da esquerda(das duas que estão sendo apontadas na imagem) e a espera móvel é a da direita.Para se fazer a medida,colocamos o objeto entre as esperas.Depois vem o estribo,que é uma parte isolante do micrômetro.Ele é bastante importante,pois qualquer alteração de temperatura do instrumento pode causar erros na medida.
A terceira parte ilustrada é a escala retilínea (ou bainha) na qual apresenta uma grande linha horizontal(usada para sincronizar com o tambor) separada com traços verticais,onde os traços de cima são milímetros inteiros e naparte de baixo são meios milímetros.Lembrando que na parte de cima podem ser os meios milímetros e na parte de baixo o inteiros,isso varia.
O tambor possui uma medida circular e é dividida em várias partes iguais.Geralmente é dividida em 50 partes,totalizando 0,50mm.
A última parte ilustrada é a catraca que serve para movimentar a espera móvel e ajuda a encostar as esperas no objeto queserá medido com uma força correta.Quando aplicamos uma força maior do que o normal,o micrômetro faz um barulho diferente.Lembrando que não é preciso esperar pelo tal barulho para saber se o objeto foi bem encaixado.
PRECISÃO DO MICRÔMETRO
Para saber qual a precisão do micrômetro,basta zerar a marcação do mesmo encostando as esperas e ver se a escala retilínea vai estar marcado no pontozero.Depois observar se o zero do tambor vai coincidir com a linha horizontal da escala retilínea.Depois,damos uma volta completa(ou 360º) do tambor irá mostrar qual o passo do micrômetro.No caso dessa prática,o passo era de 0,50mm,pois depois de uma volta completa do tambor(com o micrômetro zerado),a escala retilínea avançava os exatos 0,50mm.Finalmente,calculamos quanto a escala retilínea serádeslocada quando girarmos apenas uma divisão do tambor:
O tambor em questão era dividido em 50 partes,
Precisão = 1/50 x 0,50mm = 0,01mm ou
Precisão =( 1/nºde divisões) x passo
COMO FAZER UMA MEDIÇÂO:
1º - Zerar o micrômetro(OBS:se a marcação zero do tambor não coincidir com a linha horizontal da escala retilínea,o instrumento apresenta erro).
2º - Encostar o objeto a ser medido na espera...
tracking img