Recursos humanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1004 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Evolução da Administração de Recursos Humanos no Brasil

A compreensão da evolução da Administração de Recursos Humanos no Brasil exige o conhecimento de algumas fases históricas marcantes do trabalhismo brasileiro. É difícil e até mesmo impossível saber o que está acontecendo atualmente nas relações trabalhistas brasileiras sem o recurso da História.

até 1930
Um fator determinante daparticipação ativa do trabalhador foi a ausência da intervenção estatal nas relações trabalhistas. As demais empresas possuíam estruturas pequenas, o que permitia a aproximação entre o patrão e os empregados, e o diálogo acontecia constantemente, sem os obstáculos das estruturas formais. Assim, no início do século, havia um clima favorável para o trabalhador extravasar seu sentimento de participação ede luta por seus direitos e por melhores condições de trabalho.

1930 (época de Getúlio Vargas)
A partir de 1930, com a Revolução de Getúlio Vargas, a situação começou a tomar outra dimensão, cujas consequências podem ser notadas atualmente, entretanto a época getulista teve grande influência na vida trabalhista nacional. Getulio legislou a favor do trabalhador brasileiro, com o objetivo dearrefecer os ânimos, bloqueando na fonte as reivindicações trabalhistas ascendentes.
Relacionamos os seguintes decretos: organização do Departamento Nacional do Trabalho; concessão de férias; instituição da carteira profissional; regulamento do horário de trabalho no comércio e na indústria; instituição das comissões mistas de conciliação; estabelecimento das condições de trabalho de menores naindústria; e inúmeros outros atos legais a favor da mão-de-obra.
Portanto, a partir de 1930, as empresas sofreram o impacto da legislação trabalhista e as conseqüências da política getulista. E, como sempre, após as medidas do executivo, as empresas organizaram-se para responder as exigências governamentais. Precisavam acautelar-se, porque já não podiam enfrentar os problemas de pessoal comimprovisação, e tornou-se necessário que se estruturassem internamente para responder aos desafios governamentais. Getúlio, criou no Ministério do Trabalho, um dispositivo de onde emergiriam o Partido Trabalhista e os sindicatos únicos — um dos controles dos operários existente até hoje.

1950/1956 (época de juscelino Kubitschek)
A situação trabalhista tornou-se mais complexa. A partir de então, o Brasildeu um enorme salto desenvolvimentista.
Juscelino aproveitou a infra-estrutura econômica montada por Getúlio Vargas e planejou o parque industrial brasileiro. Como não havia no Brasil um capitalismo consolidado, trouxe do exterior vários grupos econômicos, abrindo as portas da nação ao capital estrangeiro e aos grupos internacionais, que se instalaram no País e trouxeram, entre outros efeitos,maior complexidade tecnológica e organizacional. A indústria automobilística brasileira, por exemplo, iniciou-se nessa época.

1963/1964 (fase da revolução)
Em 1963/1964 deparamo-nos com outra fase marcante na vida do trabalhador brasileiro e, conseqüentemente, da Administração de Recursos Humanos.
Em 1963, o Brasil foi palco de intensos movimentos populistas de triste recordação para a Históriado trabalhismo. Muitas frustrações acumuladas desde 1930 começaram a manifestar-se neste período. Os líderes populistas da época

limitavam-se a usar o trabalhador para fins eleitorais e pessoais, então os trabalhadores foram facilmente envolvidos e manipulados por esses falsos líderes, o que resultou em uma revolução.
Em 1964, aconteceu a Revolução, novamente, os problemas do trabalhadorforam abafados e adiados. Hoje, com quinze anos, apenas algumas escaramuças estão ocorrendo, como a greve dos metalúrgicos, médicos, professores, bancários etc., mas sem nenhum efeito significativo. E bom observar que, de 1964 a 1978, houve efetivo controle político e econômico da classe trabalhadora, o que levou a classe trabalhista quase ao desespero. E o controle mais drástico, sem dúvida,...
tracking img