Raciocinio logico sugestoes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4860 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
COMO A CRIANÇA PENSA A MATEMÁTICA E DESENVOLVE O RACIOCÍNIO LÓGICO.
SUGESTÕES PARA ORIENTADORES E PROFESSORES
Sugestão de Livro: “Resolução de Problemas. Ed. Artimed- Kátia Smole, Mª Inez Diniz, Patrícia Cândido; “Blocos Lógicos” ...
Na Formação dos Professores, podemos:
→ Realizar dinâmica referente a Função Social dos Números;
Propomos também ressaltar algumas ações que devem estarclaras e destacadas como essenciais para o trabalho dos professores com seus alunos, como:
→ Manter o foco no raciocínio lógico;
→ Utilizar bastante material concreto como apoio ao raciocínio e construção de conceitos;
→ Utilizar passos do método científico (Criar hipóteses, analisar, testar, comprovar ou não a hipótese);
→ Valorizar o trabalho com a história (origem) dos números, suascontagens, agrupamentos, inclusive em diferentes bases, registros nas diferentes épocas...
→ Desenvolver atividades referentes ao conceito de número e suas funções sociais;
→ Ressaltar verbos de comando em problemas/ desafios matemáticos e sua relação com o respectivo tipo de operação;
→Incentivar resolução de desafios cotidianos;
Obs.: Dar o exemplo do caderno de desafios e situações cotidianas, ondenão existem números, que os alunos precisam pensar, ilustrar e registrar as respectivas soluções;
→ Garantir o trabalho com todos os eixos da matemática (números, operações e sistema de numeração decimal, grandezas e medidas, espaço e forma e tratamento da informação);
1. Num segundo momento podemos realizar Oficina de Experimentação e Confecção de Jogos com reflexão sobre as intervençõesnecessárias (Ex: Blocos Lógicos, Material Dourado, escala Cusinaire, Tangran, Materiais diversos – tampinhas, canudos, massa de modelar, palitos, caixas, etc.
- Atentando para as diversas possibilidades de uso e aprendizagens com os materiais.

- Destacando as habilidades básicas para a construção do conhecimento lógico-matemático, como: classificar, sequenciar, seriar, conservar...

Conceitode Número, Função Social do Número e
História da Matemática.

2. Texto de Abertura: “A Matemática não foi feita para chatear ninguém” (Luiz Barco)

Pode ser divertido estudar Matemática. Essa afirmação , no entanto, parece não ser verdade para minha grande amigas Inês , a editora de SUPERINTERESSANTE, que com muita competência , todo mês coloca meus artigos no tamanho e não raro reclama dealguma construção que fiz de maneira enviesada , sugerindo uma versão mais clara. Apesar de sua maneira objetiva, sua capacidade de entendimento e seu raciocínio ágil ela não esconde seu desconforto ao trata de assuntos que parecem ter saído de um livro ou de uma aula de Matemática. Por que será que pessoas inteligentes, de raciocínio claro e dinâmico muitas vezes apresentam quase aversão a umaciência tão bonita? 

A resposta não é simples, mas existem alguns indicadores. Durante uma de minhas aulas no curso de pós-graduação , um aluno me contou que fora visitar uma sobrinha , mas não pôde brincar com ela, pois a menina estava às voltas com a lição de Matemática e nisso levou nada menos de cinco horas. A tão complicada tarefa consistia em escrever por extenso todos os números inteirosde 1 500 a 2 000. Seguramente, a professora dessa infeliz criança imagina que o tempo dar repressão vai voltar e já prepara seus alunos submetendo-os a um verdadeiro “pau-de-arara matemático”. 

Se tal tarefa reflete o dia-a-dia da escola da menina, e não se trata de um episódio infeliz ou isolado , quando ela for adulta, dificilmente vai tolerar algo que a faça lembra-se da Matemática. 

Nomesmo dia em que esse caso me foi relatado outro de meus alunos me pediu que eu o ajudasse a produzir uma matéria sobre os problemas lógicos. Sugeri o conhecido problema da porta do céu: ao morrer, os homens são levados a uma grande sala com duas portas idênticas. Uma é a entrada do céu e a outra é a do inferno. Dois anjos estão postados no balcão da eternidade e sabe-se que um deles responde...
tracking img