Quincas borba

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1393 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Neste trabalho abordaremos a obra de Machado de Assis, Quincas Borba segundo as perspectivas de Maria Rita Vieira Coelho e Francisco da Cunha e Silva Filho, que nos vêm falar sobre Rubião, personagem central da trama e o final de sua vida contada por Machado de modo a fazer uma crítica da sociedade em que vivia. Machado de Assis, que viveu a época posterior ao Positivismobrasileiro veio, por meio desta história, mostrar-nos suas críticas ao mesmo, com a criação do Humanitismo dentro da obra, uma faceta do Positivismo, que tem por base levantar algumas das bandeiras deste em relação aos seres humanos e seu mútuo tratamento.
A base do Positivismo era a limitação da experiência humana ao mundo sensível e ao conhecimento aos fatos observáveis. Ele propõe à existência humanavalores completamente humanos, afastando-nos, portanto, da Metafísica e Religião e trazendo-nos a experiência a ter que ser sentida pra então ser conhecida. Neste processo, em sua obra Quincas Borba, Machado de Assis usa seu “ator” principal, Rubião, para ensaiar e demonstrar Humanitas, provando ao fim que o mais forte sempre vence.

Entendendo o Humanitismo

O Positivismo, o qual Silva Filhocoloca como sendo a base de Machado de Assis para a criação do Humanitismo, foi concebido por Augusto Comte em meados do século XIX e adaptado para a vida brasileira pelos golpistas militares que trouxeram a Proclamação da República sendo, inclusive a bandeira nacional símbolo desta política com sua máxima Ordem e Progresso. Nesta época o Brasil vivia promessas de se tornar uma sociedade justa,fraterna e progressista de acordo com os moldes desta política (o Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por meta). O método de Comte consiste em observar fenômenos e experiênciá-los sem precisar usar teologia ou metafísica para compreendê-los, usando somente a ciência para prová-los.
Quincas Borba explica a Rubião o princípio do Humanitismo, concepção/filosofia criada por ele que dizque o mais forte sempre prevalece aos fracos, como em um campo de batalha.

- (...) Supõe tu um campo de batatas e duas tribos famintas. As batatas apenas chegam para alimentar uma das tribos, que assim adquire forças para transpor a montanha e ir à outra vertente, onde há batatas em abundância; mas, se as duas tribos dividirem em paz as batatas do campo, não chegam a nutrir-se suficientementee morrem de inanição.

Neste caso, a concepção de Quincas pode ser comparada à descrição de Darwin da Seleção Natural das Espécies, onde o mais forte sempre prevalece.
Deste modo, Machado de Assis aponta também, em sua obra o que é ou no que consiste Humanitas quando conta a história de sua avó e o que é a experiência de vida de um ser em detrimento de outro ser, explicando a Rubião como nãoexiste a morte, mas sim o encontro de duas expansões e a necessidade de uma vida sobressair à outra. Já em outro ponto, temos a célebre frase “Ao vencedor, as batatas” que explica melhor o princípio de Humanitas e mostra a superação de um e a cadência de outro ser, sendo esse o foco principal em Quincas Borba.

Humanitas e a Loucura

A criação de Machado de Assis, a paródia criada emQuincas Borba para a política do Positivismo, é manifestada na evolução da loucura de nosso personagem central, Rubião. O desvelar de seus erros, paixões, loucuras intermitentes, avanços e sua morte ao final, exemplificam exatamente o que Quincas Borba explica sobre o Humanitismo. Era necessário que alguém fraco e demente enlouquecesse e morresse para que os fortes sobresaíssem. Neste caso, claramente,o fraco foi Rubião, que deu lugar à Palha e Sofia para que ambos crescecem dentro da trama e ao seu final enriquecessem às custas do nosso trágico herói.
Pode-se notar que a loucura se inicia com o próprio Quincas na própria invenção deste princípio. Segundo Maria Rita, com a morte do mesmo, o foco é passado a Rubião, sempre muito introspectivo, de leves, ingênuas aspirações e que se deixa...
tracking img