Quimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2076 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Reações Orgânicas
1- Reações de Substituição Por Radicais Como visto anteriormente, a formação de radicais é dada pela quebra homolítica de ligações. Para que esta quebra ocorra é necessário que haja o fornecimento de energia na forma de calor (aquecimento) ou irradiação de luz. Exemplo 1: Peróxidos

R

O O

R

Calor

2R

O

Exemplo 2: Halogênios

X X

Calor o u Luz

2

XOs radicais são altamente reativos. Quando colidem com outras moléculas (de alcano, por exemplo), tendem a reagir para alcançar a estabilidade. Uma maneira de isso ocorrer é, por exemplo, quando um radical de halogênio extrai um hidrogênio de um alcano.

1.1- Mecanismo de Reações de Substituição Por Radicais Exemplo: Cl2 + C2H6 Mecanismo: C2H5Cl + HCl

Cl Cl

Calor ou Luz

2 Cl

H Cl+ H C H

H C H H

H C H

H C H H + HCl

Após perder um hidrogênio o alcano se torna um radical e tende a reagir com outra espécie (um outro radical de cloro, por exemplo) para alcançar a estabilidade.
H Cl + C H H C H H H Cl C H H C H H ou Cl H C H H C H H + HCl

1.2 – Energias de Dissociação Homolíticas de Ligações Para fazer os cálculos das energias de dissociação de ligação deve-seter em mente que para o rompimento de ligações o ∆ positivo, e para a formação de ligações o ∆ ∆ é

é negativo. Os valores de

de dissociação de ligações são tabelados. Para a reação anterior,

temos:
H Cl Cl + H C H
∆H = 243 KJ/mol

H C H H Cl

H C H

H C H
∆ H= 431 KJ/mol

H

+

H

Cl

∆ H= 341 KJ/mol

∆ H= 410 KJ/mol

Assim, concluí-se que a reação é exotérmica. 1.3 Estabilidade dos Radicais A estabilidade dos radicais segue a sequência abaixo:

Assim, numa reação de halogenação (cloração) do butano forma preferencialmente o 2-Cloro-butano em comparação com o 1-Clorobutano, pois no 2-Cloro-butano houve a formação de um radical secundário que é mais estável do que o radical primário no caso do 1Cloro-butano.
H H H Cl Cl + H C H H C H H C H H C H H H H CH C H C H C H C H H C Cl H C H H C H H

Produto majoritário

Cl H H H Produto minoritário

2- Algumas Reações dos Alcanos
Os alcanos devido serem relativamente inertes sofrem poucas reações sempre precisando de algumas condições especiais. 2.1- Reações de Halogenação As reações de halogenação já foram discutidas na seção anterior.

2.2- Reações de Combustão Quando provocamos a igniçãode alcanos ou cicloalcanos na presença de oxigênio produzem o dióxido de carbono, água e calor, se a reação for completa. Por exemplo, a combustão do metano, que é o principal constituinte do gás natural.

CH4 (g) + 2 O2 (g)

CO 2 (g) +

2 H2O

∆ H = -890 KJ/mol

A combustão de é muito exotérmica, fornecendo sempre CO2 e H2O, se a reação for completa ou parcial, levando a produtosintermediários. O mecanismo de reação é via radicais livres com vários intermediários. 2.3- Reações de Sulfonação Quando reagimos um alcano com um ácido sulfúrico (H2SO4) sob aquecimento ocorre uma reação de sulfonação. Exemplo:
H H C H H C H H + HO SO 3H H H C H H C H SO3H + H 2O

2.4- Reações de Nitração Quando reagimos um alcano com ácido nítrico (HNO3) sob aquecimento ocorre uma reação denitração. Exemplo:

H H C H

H C H H + HO NO2 H

H C H

H C H NO2 + H2O

2.5 Reações de Pirólise Pirólise é um processo onde ocorre uma ruptura da estrutura molecular original de um determinado composto pela ação do calor em um ambiente com pouco ou nenhum oxigênio. Este processo é bastante usado na indústria petroquímica na fabricação de gasolina ou nas indústrias de fibra de carbono. Outraaplicação da pirólise é no tratamento do lixo ocasionando sua decomposição. Exemplo:
3 Sem O2

3-Reações de Alcenos
3.1 Reações de Adição Eletrofílica Reações de adição eletrofílica são características de compostos insaturados, como alcenos e alcinos. Exemplo Geral:

Duas características da ligação dupla ajudam a compreender porque tais reações de adição ocorrem: 1. Uma reação de adição é o...
tracking img