Quanto ao objeto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1532 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DE COISA SINGULARIZADA OU QUANTIDADE
É a disposição que identifica de forma particularizada o objeto deixado. Deve ser
encontrado na hora do óbito no patrimônio do morto. O disponente determina não só o gênero e a espécie, mas também o próprio bem legado, singularizando-o, isto é, individualizando-o de todos os outros.

Artigo 1916 do Código Civil: "Se o testador legar coisa sua,singularizando-a, só terá eficácia o legado se, ao tempo do seu falecimento, ela se achava entre os bens da herança; se a coisa legada existir entre os bens do testador, mas em quantidade inferior à do legado, este será eficaz apenas quanto à existente".

Se a coisa legada não mais existir no patrimônio do testador, dado seu perecimento ou sua alienação, operar-se-á a ineficácia do legado, este só valeráquanto à parte subsistente, recebendo o beneficiário a liberalidade diminuída, isto é, apenas o que existir na sucessão.

DE UNIVERSALIDADE
Se o testador legar uma espécie inteira e não somente algumas unidades, o legado abrangerá todas as coisas do gênero existentes no espólio ressalvando-se aquelas coisas que sejam acessórias de outra ou a ela ligadas como parte integrante.

DE COISA OUQUANTIDADE LOCALIZADA
Nessa disposição, o testador vincula a eficácia do legado à um determinado local, vinculado este local como requisito de validade. O local é indispensável, sendo este, que dá validade ao legado.
O art. 1917 do Código Civil dispõe que: O legado de coisa que deva encontrar-se em determinado lugar só terá eficácia se nele for achada, salvo se removida a título transitório.
Assimo legado só valerá se o bem legado for efetivamente encontrado no local indicado; se nada se encontrar, ineficaz será a deixa, salvo se provar que foi removido a título transitório por outrem, ou pelo autor da sucessão. O legado terá eficácia se a coisa foi dolosamente removida por terceiro, de local de onde deveria habitualmente estar e não pelo autor da herança.
Prevalece o legado quando acoisa removida temporariamente de um lugar e que deve retornar oportunamente. Entretanto, a disposição testamentária se torna ineficaz se a remoção da coisa feita pelo testador é deliberada e definitiva.
Dessa forma, integram o legado as coisas que por conserto ou acidente estão fora do local e não integram as coisas incidentais ou incidentalmente encontradas no local (ex: uma jóia esquecida em umasala).

DE COISA ALHEIA
É vedado o legado de coisa alheia provando que o objeto legado não pertença ao testador no momento da abertura da sucessão, invalidando-se a disposição.
Como se refere à propriedade dos bens “no momento da abertura da sucessão” o art. 1.912 deixa implícito que, embora a coisa legada não pertença ao testador à época do testamento, valerá o legado se este, posteriormente,vier a adquiri-la, não só porque é no momento da abertura da sucessão que o testamento ganha eficácia como título translativo de propriedade, como também porque deve interpretar o comportamento de testador, adquirindo a coisa legada e mantendo intocado o testamento, como revelador de sua vontade de beneficiar o legatário. Ou seja, o legado é válido e eficaz, pois a coisa, no momento da aberturada sucessão pertencia ao de cujus. Sendo ineficaz o legado de coisa que no momento da abertura da sucessão já tenha sido alienada pelo testador.
Não se opera a ineficácia de todo o testamento, mas tão-só da disposição relativa à coisa não pertencente ao de cujus.
Existem duas exceções para a regra do art. 1.912 do CC:
A primeira impõe um encargo ao herdeiro ou legatário, que tem a opção deaceitar a herança ou o legado, entregando objeto que lhe pertence a terceiro, ou seja, ao sublegatário, conforme disposição testamentária (art. 1913 do CC).
A segunda exceção ocorre quando há legado de coisa que se determine pelo gênero ou espécie. Segundo dispõe o art. 1.915 do CC, deve ser “cumprido, ainda que tal coisa não exista entre os bens deixados pelo testador”.

DE QUITAÇÃO DE DÍVIDA...
tracking img