Qual a finalidade da arte?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2016 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Qual a finalidade da arte? Qual será o interesse que o ser humano tem em produzir as obras de arte? Tentaremos ao longo do texto travar uma discussão na tentativa de se salientar estes pontos e, por conseguinte traçar um caminho de pequena aproximação do verdadeiro fim da arte como proposto por Hegel.
Comecemos com a concepção de finalidade da arte por tudo o que se refere ao princípio deimitação da natureza. Julgamento este que paira na aptidão que um artista pode ter em reproduzir da maneira mais fiel possível algo existente na natureza enquanto configuração natural tal como existem e resultando o seu trabalho, em satisfação plena do esforço empregado.
Nesse primeiro julgamento encontramos apenas uma finalidade formal, já que o homem apenas está fazendo, ourepresentando com suas próprias ferramentas e limitações, algo que já está dado na natureza. Essa representação pode ser vista como um esforço supérfluo, já que no mundo exterior já possuímos tudo o que a arte executada enquanto imitação da natureza pode nos oferecer, seja por pintura, encenações teatrais ou até mesmo a música instrumental enquanto representação da voz humana.
Esse esforço supérfluopode ser acatado também como um jogo presunçoso que fica aquém da natureza, já que a arte, limitada em seus meios de reprodução apenas atinge ilusões unilaterais, podendo, por exemplo, representar uma aparência de efetividade para um sentido, mas essa mera reprodução não consegue atingir a vitalidade que a vida do ser representado encerra em si.
Pode ser observado, que a arte enquanto meraimitação nunca conseguirá se manter no duelo com a natureza, já que esse malogro da imitação versus modelo de natureza acaba sendo uma constância, cabendo neste momento como suposta finalidade da arte apenas o prazer que o seu artífice adquire nessa tentativa de se produzir algo semelhante à natureza.
Ao nosso redor muitas vezes nos deparamos com artistas que de tão bem imitar podem causaruma espécie de fastio naquele que aprecia as suas obras. Muitas vezes uma pintura de tão bem executada pelo seu artífice chega a trazer-nos repulsa pela obra do mesmo, já que sua semelhança é em tal grau que não parece se tornar uma obra artificial, e sim o que já está posto na natureza, devido o seu poder de trazer à nossa mente a lembrança do ser real que foi retratado. Ainda como exemplo,podemos citar a experiência de uma pessoa que escutando um som de um pássaro se maravilha com os tons e ritmo que até seus ouvidos chegam, mas, se repugna enormemente ao saber que aquele que estava na execução de tal melodia não era o ornitóptero que ele esperava ser e sim uma pessoa que imitava perfeitamente naquele instante certo tipo de canto de pássaro.
Para Hegel isso se torna umartifício, algo que não é produção livre da arte nem uma obra de arte, porque é esperada do homem por parte de Hegel, uma produção diferente da música que foi assim executada, pois esta era uma mera e intencionada reprodução. Numa imitação desse tipo não há nada que nos assegure que há uma não-intencionalidade na imitação do pássaro. A Hegel apenas interessa tal música quando esta é desprovida dequalquer intencionalidade, como é o caso que temos da própria emissão musical feita pelo pássaro em sua consciência natural.
Esse prazer da habilidade de imitação será sempre limitado devido à existência real do próprio ser imitado que certamente é possuidor de limitações no seu próprio produzir. Hegel nota que nessa ocasião cabe ao homem alegrar-se mais com suas ferramentas de produção do que sealegrar com imitação pura da natureza. Nessa direção é melhor ao homem se alegrar de ter descoberto a picareta, o serrote, o martelo, etc. do que se alegrar da sua produção de artifícios por meio da imitação.
Nesse estágio, em que o principio da imitação é apenas formal, e transformado em finalidade, há o desaparecimento do próprio belo objetivo, não há, no puro prazer da imitação uma...
tracking img