Psicopedagogo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3192 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de fevereiro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trava línguas
 
Essa trava é uma trova pra te entravar. Entravar com uma trova é uma trava de lascar!
 
Tendo origem na cultura popular os trava-línguas são modalidades de parlendas, em prosas, versos, ou frases, ordenadas de tal forma que se torna difícil pronunciá-las sem tropeço ou sem travar a língua como o próprio nome diz. A articulação torna-se difícil porque deve ser pronunciada deforma rápida ou três vezes seguidas.
São ótimos recursos em sala de aula para serem utilizadas por professores com a intenção de trabalhar a consciência fonológica, melhora na dicção e leitura oral, devendo ter o cuidado de não expor alguma criança que possua dificuldades como gagueira ou outro problema de fala.
Os trava-línguas podem ser trabalhados de forma interdisciplinar:
* Com a línguaportuguesa, pode-se trabalhar a cultura popular coletando informações sobre folclore em sites, livros, revistas podendo inclusive pensar na elaboração de um livro da turma.
* As diferenças entre r e rr podem ser discutidas a partir de trava-língus como:  A aranha arranha a rã. A rã arranha a aranha. Nem a aranha arranha a rã. Nem a rã arranha a aranha. bem como trabalhar outros fonemasajudando na consciência fonológica.
* Desenvolvimento da linguagem através dos fonemas, ritmo, pausa, gestos, entonação de voz.
* Trabalhar a criatividade criando novos trava-línguas.
* Na geografia, certos trava-línguas permitem discutir as diferenças regionais e raciais.
* Numa aula de ciências a importância de cuidar da boca e da garganta. A importância da voz, como ela nos fazfalta quando estamos rôcos, como o cigarro prejudica a voz, o tom de voz que usamos com o outro, como gritar pode tornar uma pessoa afônica, a importância da higiene bucal, etc. Chamar um fonoaudiólogo, otorrinolaringologista e dentista para palestras, cada um com suas finalidades, seria interessante.
* Apesar das parlendas serem a composição de palavras rimadas e ritmadas não havendo melodia,pode-se inventar melodias e ritmos nas aulas de música.
Os trava-línguas também são utilizados como exercícios em teatro musical e música cênica.
 A aranha arranha a rã.
A rã arranha a aranha.
Nem a aranha arranha a rã.
Nem a rã arranha a aranha.

Aranha, ararinha, ariranha, aranhinha

Abadalado
Ababadado
Ababelado
Abobadado

Arara paralelo, tiro-liro, plan,plan,plan, tiro-liro,lirulá

Essa pessoa assobia, enquanto amassa e assa a massa da paçoca de amendoim.

O atleta atravessou o Atlântico com o Atlas de atalaia.

Agagá, agagá, a galinha quer botar.
Ijejê, ijejê, fui parar no Tietê.
Alô, alô, alô, o galo já cantou.
Amarelo, amarelo, fui parar no cemitério.
Roxo, roxo, roxo fui parar dentro do cocho.

Bagre branco, branco bagre.

A babá boa bebeu oleite do bebê

 A mulher barbada tem barba boba babada e um barbado bobo todo babado!

Bote a bota no bote e tire o pote do bote.

Cinco bicas, cinco pipas, cinco bombas.
Tira da boca da bica, bota na boca da bomba.

Enquanto Orsine bala dava, o sino badalava

Se cada um vai a casa de cada um
é porque cada um quer que cada um lá vá.
Porque se cada um não fosse a casa de cada um
éporque cada um não queria que cada um fosse lá.

Meu pai chama Caco, minha mãe Caca Maria;
ai, meu Deus, que tanto caco!
Eu sou filho da cacaria...

Casa suja, chão sujo

O que é que Cacá quer? Cacá quer caqui. Qual caqui que Cacá quer? Cacá quer qualquer caqui.

O abano abana a cabana bacana em Copacabana.

Pedro é negro, Bruna é branca, Riva é ruiva e Jof é japonês. Todos juntos,muito amigos, brincam, brincam, 1, 2, 3.

Eu cantarolaria, ele cantarolaria, nós cantarolaríamos, eles cantarolariam.

O rio Capibaribe foi capibarizado,
Quem capibarizou, foi o capibarizador

 Caixa de graxa grossa de graça

O caju do Juca
E a jaca do cajá
O jacá da Juju
E o caju do Cacá

Cozinheiro cochichou que havia cozido chuchu chocho num tacho sujo.

Chega de cheiro...
tracking img