Psicomotricidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2428 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA CRÍTICA PSICOMOTRICIDADE

OLIVEIRA, G. de C. Psicomotricidade: educação e reeducação num enfoque psicopedagogico.  15ª Edição. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.
Neste texto a autora oferece aos professores, psicólogos, neurologista, enfim, a profissionais que atuam com crianças na idade escolar, subsídios para orientá-los em suas atividades do dia a dia dentro da sala de aula econsultórios, melhorando assim o desempenho desses profissionais, alunos e/ou pacientes. O livro pretende ajudar aos profissionais, através de pesquisas feitas sobre a psicomotricidade, identificar e melhorar o desempenho das crianças. Todo profissional acima citado, através deste livro, poderá acompanhar o aluno e/ou paciente com maior segurança.
Neste livro a autora disserta no capítulo I sobre apsicomotricidade atuando no sistema nervoso, nos tipos de movimentos, tônus muscular, origens e definições.
No capítulo II a autora descreve sobre o desenvolvimento da psicomotricidade, abordando os temas: coordenação global, coordenação fina e óculo-manual; esquema corporal, lateralidade, estruturação espacial, estruturação temporal, discriminação visual e auditiva.
No capítulo III a autora dissertasobre a aprendizagem da leitura e da escrita, abordando o papel da linguagem, linguagem gráfica, da leitura e da escrita como meio de comunicação.
No capítulo IV o tema abordado é a dificuldade de aprendizagem e neste capítulo a autora aborda os temas: escola, deficiência mental, déficits físicos e/ou sensoriais, desenvolvimento da linguagem, fatores afetivos emocionais, fatores ambientais(nutrição e saúde), falta de maturidade para iniciar o processo a alfabetização, deficiências não verbais e dislexia. No capítulo V os temas abordados pela autora são: conclusões e prospecções, definição de termos e a bibliografia utilizada.
“Le Boulch (1987, pg.14) define Psicomotricidade como uma ciência que estuda as condutas motoras por expressão do amadurecimento e desenvolvimento da totalidadepsicofísica do homem, procurando fazer com que os indivíduos descubram o seu corpo através de uma relação do mundo interno com o externo e a sua capacidade de movimento e ação. E dessa forma, permitir tanto ao adulto como à criança expressar as suas ações e movimentos de forma harmoniosa, utilizando o seu corpo”.
O livro em seu primeiro capítulo fala sobre crianças que apresentam dificuldades deinteragir com o meio e daquelas que interagem sem qualquer dificuldade. Como estas crianças podem ser auxiliadas? E como o professor e/ou profissional na área da saúde pode detectar o problema e resolvê-lo.
Conforme a autora muitos desses problemas podem ser resolvidos dentro da sala de aula, ou seja, não é necessário levar para dentro de um consultório, porém a maioria dos educadores prefereisentar-se de qualquer responsabilidade (por comodidade ou por ignorância sobre o problema) e culpam o meio sócio – econômico - cultural do aluno ou ainda a incapacidade do mesmo ou a falta de esforço para aprender o que lhe é ensinado. De acordo com a autora em contra partida é mais fácil para os pais dos alunos aceitarem que os seus filhos têm uma doença para justificar o fracasso dos mesmos naescola.
A autora descreve que o individuo estabelece critérios para julgar a si mesmo diante de sua experiência de vida, boa ou má, formatando assim uma opinião favorável ou desfavorável a respeito de si mesmo. A ainda afirma que a experiência escolar tem grande impacto na imagem que a criança faz de si mesmo, sendo assim, ela afirma que se a criança tiver uma experiência de fracasso na escola, podeter sua autoconfiança abalada e isto pode contribuir para a evolução de um maior número de fracassos. Fica ainda pior se este individuo for rotulado como aluno-problema e em virtude disto passar pelas mãos de vários profissionais, aí sim o seu desempenho pode cair ainda mais. Por este motivo é necessário que o professor saiba identificar se o problema pode ser resolvido dentro da sala de aula...
tracking img