Psicologia e trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5743 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PSICOLOGIA CIÊNCIA E PROFISSÃO, 2004, 24 (1), 108-115

A Inserção do Psicólogo no Trabalho de Prevenção ao Abuso de Álcool e Outras Drogas
The insertion of the psychologist in preventive works on the abuse of alcohol and other drugs
Resumo: O presente trabalho discute a inserção do profissional de Psicologia no trabalho preventivo ao uso de álcool e outras drogas. Analisa os dadosepidemiológicos disponíveis sobre o consumo de drogas no Brasil, que caracterizam o uso abusivo de álcool como um grave problema de saúde pública em nosso país. Mostra que, como em outras parcelas da população, o consumo de álcool e drogas por universitários demanda o desenvolvimento de trabalhos preventivos específicos, descreve uma oficina de redução dos riscos associados ao abuso de álcool poruniversitários e discute ainda os pressupostos das estratégias preventivas de redução de danos. Finalmente, salienta a importância da inserção do psicólogo nesse trabalho e de sua capacitação, não somente no que diz respeito à prática clínica, mas também à sua atuação no desenvolvimento de trabalhos preventivos. Palavras-Chave: Psicólogo, prevenção, alcoolismo Abstract:The present work discusses the insertionof the psychologist in preventive works on the abuse of alcohol and other drugs. Brazilian epidemiological data on drug consumption are analyzed and alcohol abuse is characterized as a serious problem of public health in our country. It is shows that, as in other population segments, university students’ alcohol and other drugs abuse requires the development of specific preventive actions. Aworkshop to reduce the harms associated to alcohol abuse in university students is described and the fundamental basis of harm reduction strategies are stressed. Finally, the work emphasizes the importance of the psychologist’s insertion in this area and the imperative need of technically capacitating psychologists, not only with respect to clinical practice, but also to develop preventive actions. KeyWords: Psychologist, prevention, alcoholism.

Hilda Regina Ferreira Dalla Déa
Professora titular do Depto. de Psicologia do Desenvolvimento e coordenadora do Aprimoramento Clínico Institucional O Psicólogo e a Prevenção ao Abuso de Álcool e Outras Drogas (PUC-SP).

Elcio Nogueira dos Santos, Erick Itakura & Tatiana Bacic Olic
Psicólogo(a), (as) aprimorando(a), (as).

108

Jupiterimages A Inserção do Psicólogo no Trabalho de Prevenção ao Abuso de Álcool e Outras Drogas

Drogas, Por quê?
O tema fascina os jovens, angustia os pais e preocupa os educadores. Os meios de comunicação veiculam, diariamente, informações sobre o assunto, muitas vezes num tom dramático, de catástrofe iminente. A literatura científica enfatiza a importância de se enfrentar a questão do abuso desubstâncias através de medidas de prevenção adequadas. Por que o uso de drogas vem, cada vez mais, apresentando-se como uma questão do nosso tempo? O consumo de substâncias psicoativas existe desde os primórdios da história do homem, em praticamente todas as culturas conhecidas. Curiosidade, desejo de transcendência, busca da imortalidade, do prazer, da sabedoria, são alguns dos motivos que aparecem,desde sempre, associados ao desejo por alguma droga. Drogas ou substâncias psicoativas “... são aquelas que modificam o estado de consciência do usuário. Os efeitos podem ir desde uma estimulação suave causada por uma xícara de café ou chá até os efeitos ...produzidos por alucinógenos tais como o LSD...” (Seibel e Toscano Jr., 2001, p.1). Masur & Carlini (1989) definem drogas como substâncias queinterferem com o funcionamento dos neurotransmissores, provocando alterações e distúrbios no comportamento. Ao longo da história da humanidade, o uso de drogas insere-se em vários contextos. Desde o místico, associado aos rituais e à busca de transcendência, até o econômico, do qual a Guerra do Ópio e a economia paralela de países como a Colômbia são alguns exemplos (Totugui, 1988). Em nosso...
tracking img