Psicologia juridica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3649 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
LEITURA
Ações interdisciplinares no Judiciário
aprimoramento em prol da família, da infância e da juventude

Maria Antonieta Pisano Motta


Resenha de Abigail Aparecida de Paiva Franco e Magda Jorge Ribeiro Melão (orgs. tec.), Diálogos interdisciplinares: a psicologia e o serviço social nas práticas judiciárias, São Paulo, Casa do Psicólogo, 2007, 280 p.

Diálogos interdisciplinares éuma coletânea de trabalhos selecionados dentre os concorrentes ao i Prêmio Serviço Social e Psicologia – Perspectiva Interdisciplinar, promovido pela Associação dos Assistentes Sociais e Psicólogos do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

É um livro que sistematiza experiências profissionais desenvolvidas no contexto do Judiciário e que tem o mérito de gerar conhecimento de amplo valor ede aplicabilidade cotidiana para todos os que, de algum modo, vislumbram na prática da interdisciplinaridade um caminho para a solução de problemas que atingem a infância e/ ou as famílias às quais prestamos atendimento.

Seus capítulos compõem uma colcha de retalhos que tem a uni-los uma costura bem feita, firmada pelo nó que une todas as temáticas abordadas: a busca de boas práticas. Ganhamcom o livro os beneficiários dos serviços, bem como os próprios servidores, que, na busca do aprimoramento, produziram conhecimentos que se refletem em suas práticas e na daqueles que possam vir a compartilhar, por meio desta obra, do relato dessas experiências.

As intervenções, tão bem desenhadas em cada retalho desta colcha interdisciplinar de temática variada, mostram o esforço na busca domelhor desempenho profissional em temas de difícil manejo.

Os três primeiros capítulos versam sobre a adoção e, mais especificamente, sobre o trabalho de preparação para a adoção e os entraves encontrados para a realização das chamadas “adoções difíceis”. Práticas necessárias e sempre tão bemvindas por todos que se preocupam pela infância abandonada em nossas instituições de abrigo.

Ointeresse em conhecer ações que preparem os pais para a adoção de crianças maiores, grupos de irmãos ou crianças com necessidades especiais tem uma origem que fica clara quando vislumbramos as estatísticas.

Nos abrigos brasileiros temos a trágica soma de cerca de 80.000 crianças internadas. No Cadastro Nacional de adoção, recém-criado, temos por volta de 22.500 pretendentes à adoção. Paradoxo dedifícil compreensão e de tristes consequências.

A cultura brasileira de adoção, carregada de mitos, falsas impressões, medos e distorções do real sentido e significado desta prática, contribui para a recusa de muitas famílias potencialmente capazes de concretizá-la. Repensar a questão do abandono e da adoção de crianças e adolescentes hoje significa dar passos no sentido de ressignificarvalores, desmistificar crenças limitantes e reconsiderar, acima de tudo, o interesse da criança e do adolescente que, conforme prescreve o eca – Estatuto da Criança e do Adolescente (Cap. iii, Art. 19), “tem o direito de ser criado e educado no seio de sua família e, excepcionalmente, em família substituta”.

Uma mudança na atual cultura de adoção tornará possível a realização de inúmeros ideais,presentes tanto no imaginário das crianças e adolescentes como no dos adultos candidatos à adoção. Nesse sentido, as autoras do Capítulo I – “Abordagem Grupal Interdisciplinar: a Adoção nas varas de infância e juventude” apresentam uma alternativa enriquecedora para o trabalho com pretendentes, atuando interdisciplinarmente e sofisticando seu instrumental para, entre outros objetivos, aproximar asexpectativas dos pretendentes à adoção às características das crianças e adolescentes disponíveis. O acolhimento, sugerido como iniciativa anterior às próprias entrevistas avaliativas, tem o poder de tranquilizar os participantes e torná-los mais espontâneos na expressão de seus desejos e conflitos, de suas dúvidas e ansiedades. Desse modo, contrariando as expectativas geradas no início do...
tracking img