Psicologia do transito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6286 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTIGO ARTICLE

131

Percepção de risco e excesso de velocidade Risk perception and speeding

Iara Picchioni Thielen 1 Ricardo Carlos Hartmann 1 Diogo Picchioni Soares 1

Abstract
1 Núcleo de Psicologia do Trânsito, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Brasil.

Contextualização: ambiente urbano e trânsito
As estatísticas apresentadas pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente eDesenvolvimento, em 1987 1, indicavam o crescimento acelerado das cidades, que deveriam aumentar a capacidade de produção de infra-estrutura, serviços e habitação, em torno de 65%, nos países em desenvolvimento, num prazo de 15 anos. Atualmente, a qualidade de vida oferecida por uma cidade pode ser avaliada através de um dos aspectos mais significativos da vida urbana: o trânsito, que, com suainfluência na vida e na morte do cidadão, relaciona-se diretamente com a saúde e se expressa por meio dos índices de morbi-mortalidade, os quais indicam que dois terços dos acidentes de trânsito acontecem em áreas urbanas 2. O trânsito – definido como o conjunto dos deslocamentos realizados por pessoas e veículos nas vias públicas, segundo um sistema de normas convencionadas, que tem como objetivoassegurar a segurança dos usuários 3 – torna-se uma forma de controle demográfico ardilosa, constituindo-se na segunda maior causa de mortalidade no país (grupo das causas externas). “No Brasil o coeficiente de mortalidade por acidentes de trânsito, em 1994, era de 18,9 (por cem mil habitantes), sendo superior ao dos Estados Unidos (18,4), da França (16,5), da Argentina (9,1), entre outros” 2 (p. 9).Dados do Departamento Nacional de Trânsito, referentes a 2001, indicam um

Correspondência I. P. Thielen Núcleo de Psicologia do Trânsito, Universidade Federal do Paraná. Av. Visconde de Guarapuava 1535, apto. 43, Curitiba, PR 80060-060, Brasil. iara.thielen@gmail.com thielen@ufpr.br

This paper discusses risk perception comparing drivers with and without fines for speeding. The research aimedto show the interaction between speeding laws and speeding behavior. Speeders’ explanations for their behavior revealed important factors in the determination of risk perception: control (driver-centered), risk minimization (drivers claimed there was no risk involved in the way they speeded), self-confidence (they considered themselves good drivers and believed they were able to define whatconstitutes speeding), and lack of credibility in the institutions that manage traffic risks. Speeders display a cognitive construct of personal invulnerability combined with unrealistic optimism and overrated self-perception, along with an exaggerated perception of their control over the traffic setting, centered on their self-purported driving skills. No difference was found in risk perception betweendrivers in the two groups. There was no relationship between objective and perceived risks, since drivers from the two groups showed a generic perception of objective risks, but outof-context in relation to the inherent potential for accidents at different speeds. Traffic Accidents; Risk-Taking; Motor Vehicles

Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 24(1):131-139, jan, 2008

132

Thielen IPet al.

total de 9.704 mortes até junho, sendo que esses dados não incluem registros completos de alguns estados. “No Brasil, cerca de dois terços dos leitos hospitalares dos setores de ortopedia e traumatologia são ocupados por vítimas de acidentes de trânsito” (Pires et al., 1997, apud Marín & Queiroz 2, p. 8), revelando uma escala gigantesca de mutilações evitáveis. Essas constataçõestransformam o trânsito em uma questão de Saúde Pública 2 e em um dos principais problemas dos ambientes urbanos. Estudos apontam para o excesso de velocidade como uma das maiores causas dos acidentes de trânsito e dos índices de morbi-mortalidade de pedestres 4, ao lado da ingestão de álcool.

Perspectiva de análise
Este estudo aborda o excesso de velocidade no trânsito a partir do referencial da...
tracking img