Psicofarmacos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3258 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
NEURO E FARMACO

Células SNC: Neurônios e células da Glia.
Muito mais sinapse química. Pré sináptico (vesículas com neurotransmissores) -> sinapse (onde são liberados) -> pós sináptico (atuam neste). Comunicação química (com mediador).
Potencial de ação (entrada de Ca++) -> abre os canais pré sinápticos onde estão os neurotransmissores

Excitatórios:
Glutamato (mais abundante dosexcitatórios), Aspartato

Inibitórios:
Gaba, glicina e peptídeos opidérgicos (endorfinas endógenas)

Modulatórios:
Dependendo do receptor, ele pode ser excitatório ou inibitório; depende do receptor pós sináptico. Dopamina!


RECEPTORES DO GLUTAMATO >>
• Receptores Ionotrópicos (quando ativados, permitem a passagem de íons)
AMPA; NMDA; cainato
• Receptores metabotrópicos

RECEPTORES DO GABA:• A(+ estudado): Abre canal Cl-. Vai entrar cloreto. Mais hiperpolarizada. Inibe potencial de ação = INIBITÓRIO

RECEPTORES DOPAMINA:
• D1 à D5.
Modulatório.


RECEPTORES SEROTONINA:
• Muitos receptores. Alguns são auto receptores. Predominantemente no SNC. (mas tem no periférico tb). Modulatório.
DOPAMINA E SEROTONINA SÃO MODULATÓRIOS.

RECEPTORES HISTAMINA


- Vias Neuronais:Núcleos no cérebro (corpos celulares) tem projeções ao longo do encéfalo, que são seus axônios, que são SEROTONÉRGICOS (ativam a liberação de serotonina para as pós sinápticas etc..)

AUTORECEPTORES:
É quando neurônios na mesma via liberam neurotransmissores que vão atuar no pós sináptico e no pré sinápticos. É um neurotransmissor próprio daquela região = Quando o pós sináptico tem o receptorESPECÍFICO para o neurotransmissor.

HETERORECEPTORES:
É quando inerva (?) em um neurônio que não vai produzir o neurotransmissor específico. Por exemplo, chega nele dopamina, ele produz SEROTONINA, não dopamina (que seria o caso de um auto).

Barreira Hematoencefálica: células endoteliais justapostas. Muito juntas. Revestimento dos vasos.

Dessensibilização de receptores: Quando há muito mediador(neurotransmissor) agindo em receptores, eles dessensibilizam estes, para não funcionarem. Diminuem receptores.

Supersensibilização: Deixa seus receptores mais a mostra, mais ativos e funcionais. Aumenta receptores.

Ação dos fármacos no SNC

Efeito inespecífico: Atua em várias células-alvo.
Efeito específico: Atua em células-alvo específicas. Modifica uma função específica.Inespecíficas: Depressores do SNC geral (depressores gerais: anestésicos gerais inalatórios); Estimulantes gerais (pentilenotetrazol. Convulsão)
Específicas: Psicolépticos (diminuem atividade encoberta), Psicoanalépticos (aumentam atividade) e Psicodispléticos (aparecimento de estado psicopatológico)


HOJE EM DIA >> Psicolépticos = Antipsicóticos, Ansiolíticos e Hipnóticos. (diminuem atividade encoberta)Psicoanalépticos = Antidepressivos, psicoestimulantes. (aumentam atividade encoberta)
Psicodislépticos = Alucinógenos, Euforizantes
(aparecimento de estado psicopatológico)


Hipnótico-Sedativos:

Sedativo: Sonolência, relaxamento, diminuição da atividade motora sem perda da consciência.
Hipnótico: Inconsciência similar ao sono fisiológico.DROGAS:
Barbiturados (hoje, uso restrito. Tem problemas)
Benzodiazepínicos (Uso amplo.)
Não-Benzodiazepínicos
- Uso crescente

Benzodiazepínicos:
Rivotril, Frontal, Lexotan, Lorax, Serax, Valium, Dormonid.
Causam sedação.
Neurotransmissão GABAérgica. (É INIBITÓRIO). GABAa
BZD = Benzodiazepínico. Mecanismo de ação:
É um agonista para o receptor de BZD, alterando uma relação quefavorece a ligação de GABA aos receptores GABAérgicos, que fazem entrar mais Cl-.
Se liga a seu receptor, promovendo uma alteração ?? que favorece a ligação de GABA e entram mais Cl- na célula.
- USOS: Insônia ocasional, medicação pré anestésica, pânico, ansiedade generalizada.
- Efeitos: mais tempo de reação, ataxia (descordenação de movimentos), sonolência, confusão mental, amnésia...
tracking img