PROJETO INTEGRADOR

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1571 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de fevereiro de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
GUSTAVO GOMES 270975
GLEYDSON FERREIRA 271944
TAMIRES SANTOS 273451
JEAN MENDES
ERICK ALVES 270801






SUSTENTABILIDADE
DESCARTE DE RESÍDUOS










UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS
MOGI DAS CRUZES
2014
GUSTAVO GOMES 270975
GLEYDSONFERREIRA 271944
TAMIRES SANTOS 273451
JEAN MENDES
ERICK ALVES 270801





SUSTENTABILIDADE
DESCARTE DE RESÍDUOS





Trabalho exigido para obtenção parcial de nota da
disciplina de Projeto Integrador, do curso de
engenharia de produção da UniversidadeBraz Cubas,
, sob Orientação do Profº Sergio Damy







UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS
MOGI DAS CRUZES
2014
SUMÁRIO
TITULO DO PROJETO 4
DELIMITAÇÃO DO TEMA 4
PROBLEMA DE PESQUISA 4
HIPÓTESE 4
Classificação dos resíduos 6
JUSTIFICATIVA 7
OBJETIVO 8
METODOLOGIA DA PESQUISA 8
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 9















TITULO DO PROJETO
Sustentabilidade
DELIMITAÇÃODO TEMA
Descarte de resíduos
PROBLEMA DE PESQUISA
Descarte de pallets usados
HIPÓTESE
Um dos temas mais impactantes relacionados à sustentabilidade é o descarte de resíduos sólidos, e por este motivo é muito importante falar sobre a correta destinação deles.
De acordo com um estudo realizado pelo CETEA/ITAL (Centro de tecnologia de embalagem) junto à CEMPRE (Compromisso empresarial parareciclagem) uma nova lei para o descarte do lixo urbano reduzirá significativamente os gases do efeito estufa, as emissões serão reduzidas em até 74%.
Dados mostram que se deve investir em educação para que as pessoas tenham consciência da importância do consumo com menor descarte de resíduos, da reciclagem e da diminuição de desperdícios. Porque o país necessita de responsabilidade com o meio emque vive e trabalha, responsabilidade esta que deve ser compartilhada entre governo, população e empresas.
A principal causa do efeito estufa é o descarte de alimentos, podas de árvores e outros resíduos orgânicos de forma inadequada em lixões ou aterros que não possuem um mecanismo eficiente para controle dos gases. A degradação de resíduos sólidos no ambiente produz diferentes tipos de gases,no qual o dióxido de carbono (CO2) e o metano (CH4) fazem parte, os mesmos causam grandes problemas, após ser realizado o fechamento e revitalização dessas áreas o solo continuará liberando odores, no entanto em menor escala, e existe também o risco de explosões e incêndios.
O fato de jogar terra em cima do lixo é o mesmo que jogar a sujeira embaixo do tapete, ou seja, os problemas continuam nolocal, porém, após esta ação ele passa de algo exposto a algo escondido.
O estudo realizado pelo CETEA e CEMPRE tem como principal objetivo compreender o processo de biodegradação dos diversos rejeitos (detritos) orgânicos e consequentemente os impactos que são gerados nas mudanças climáticas, e assim, contribuir para uma melhora na gestão do lixo e sustentabilidade do país. (CETEA, 2010)
AAssociação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) classifica o resíduo orgânico biodegradável como não inerte, isto quer dizer que: o tratamento deste material é de difícil realização, ao contrário dos resíduos inertes: que podem ser reutilizados e reciclados pelo setor industrial.
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) cerca de 183 mil toneladas de resíduos sólidos foramcoletados diariamente em 2008, sem contar os materiais recicláveis e de construções civis que são recolhidos por cooperativas.
O lixo é composto por vários tipos de resíduos sólidos como restos de alimentos, papel/cartão, vidros, têxteis, borrachas, metais e a madeira que compõe 4,7% do lixo na América do Sul e produz mais carbono orgânico degradável do que qualquer outro material, são cerca de...
tracking img