Proceimentos metodologicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4892 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS PARA ABORDAR QUESTÕES DE
VARIAÇÃO LINGÜÍSTICA EM UMA TURMA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS
E ADULTOS1
CAVALCANTE, Maria Auxiliadora da Silva – UFAL – masc@fapeal.br
GT: Educação de Pessoas Jovens e Adultas / n. 18
Agência Financiadora: CNPq
INTRODUÇÃO
Nos últimos trinta anos, pesquisadores da área de linguagem, sobretudo
Lingüistas vêm desenvolvendo investigaçõescientíficas com o objetivo de identificar,
Descrever e analisar fenômenos de variação lingüística que ocorrem nas diversas regiões Brasileiras, e com isso conhecer a diversidade lingüística existente. Tais pesquisas demonstram que a Língua Portuguesa usada no Brasil não é uniforme, mas constituída de muitas variedades. Como resultado dessas pesquisas, já aparece nos documentos que orientam o EnsinoFundamental (Parâmetros Curriculares Nacionais, doravante PCN) a indicação explícita para que sejam trabalhadas em sala de aula questões que têm como foco a variação lingüística, como podemos constatar, a partir da citação a seguir, extraída dos PCN quando apresentam os objetivos do ensino de Língua Portuguesa a serem alcançados por alunos do Ensino Fundamental: Utilizar diferentes registros, inclusiveos mais formais da variedade lingüística valorizada socialmente, sabendo adequá-los às circunstâncias da situação comunicativa de que participa (PCN,2001,p.41).Além desse objetivo, também se espera que o aluno “seja capaz de verificar as regularidades das diferentes variedades do português, reconhecendo os valores sociais nelas implicados”, ou seja, espera-se que os alunos não somente conheçam asvariedades da língua materna, mas também que combatam o preconceito que existe contra as formas populares em oposição às formas utilizadas por grupos socialmente prestigiados (PCN, 2001,p.52).
Doutorado em Lingüística, Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Linguagem, Ensino e Formação de Professores” do PPGE/CEDU/UFAL, Coordenadora do projeto “A Variação Lingüística na Sala de Aula”, financiadopelo CNPq-PIBIC 2005-2006, com participação da bolsista Naila Lins da Silva. Participante também do Grupo de Pesquisa “Teorias e Práticas na Educação de Jovens e Adultos”. Coordenadora e Professora do Mestrado em Educação Brasileira da Universidade Federal de Alagoas Entretanto, mesmo diante dessa orientação e da existência de muitos estudos sobre o tema variação lingüística (BORTINI-RICARDO 2001,2004; BAGNO 1999, 2004; VANDRESEN 1974; entre muitos), bem como da constatação de que esse tema já circula em listas de conteúdos de Língua Portuguesa para concursos públicos das mais diversas funções, ainda são poucas as investigações voltadas para as questões pedagógicas, ou seja, para a questão de como está sendo abordada em sala de aula a variação lingüística por professores do EnsinoFundamental, sobretudo por aqueles que trabalham na Educação de Jovens e Adultos, levando em conta que esse tema é bastante complexo, uma vez que envolve questões de identidade, estigma, discriminação, preconceito, norma, prestígio social e muitos outros. Temas que quando não abordados de uma forma adequada, em vez promover a conscientização e o avanço da cidadania, podem gerar preconceitos econstrangimentos. Isto significa que é imprescindível que a escola conheça, respeite e trabalhe as variedades lingüísticas de prestígio e também as variedades usadas pelos aprendizes no seu dia-a-dia. No entanto, o que se observa, por um lado, é um desconhecimento ainda muito grande em relação à forma de abordagem dos fenômenos de variação lingüística em sala de aula; e por outro, a existência de milhões debrasileiros usuários de variedades estigmatizadas, que foram ao longo dos tempos excluídos, inclusive, de uma educação lingüística formal, dentre estes, a grande maioria dos alunos da Educação de Jovens e Adultos. Diante disso, pretendemos investigar como os professores do Ensino Fundamental, que trabalham em turmas da EJA, estão trabalhando, não somente as variedades lingüísticas de prestígio,...
tracking img