Presidentes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4908 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
REPÚBLICA DA ESPADA
1. Deodoro da Fonseca (1889- Provisório/1891- eleito)
• foi eleito presidente (de forma indireta) para um período de 4 anos, mas renuncia, ainda no ano da eleição.
• Motivos da renúncia:
➢ Oposição da oligarquia cafeeira;
➢ Insatisfação causada pelo ENCILHAMENTO – crise economica
➢ Deodoro dissolve o Congresso Nacional em 3 denovembro de 1891;
➢ Greve na Estrada de Ferro Central do Brasil;
➢ Primeira Revolta da Armada - ameaça do almirante Custódio de Melo de bombardear o Rio de Janeiro.
2. Floriano Peixoto (1891/1894)
• vice-presidente, assume o lugar do presidente que renunciou.
• Pelo artigo 24 da Constituição, o vice-presidente só poderia assumir se houvessem transcorridos 2 anos degoverno.
• Floriano descumpriu o artigo e assumiu o cargo, alegando valer este dispositivo para os futuros presidentes que seriam eleitos pelo voto direto.
• Estimulou a industrialização, concedendo empréstimos a empresários.
• Enfrentou a Revolta dos 13 generais, que exigiam a convocação de eleições presidenciais, punindo e reformando os mesmos.
• Combateu a 2ª Revolta daArmada, novamente liderada pelo almirante Custódio de Melo.
• Em 1893, teve início no Rio Grande do Sul, a Revolução Federalista, liderada pelo fazendeiro Gaspar da Silveira Martins que exigia o afastamento de Júlio de Castilhos (presidente do RS) e a instituição de uma república liberal. Também chamada de Revolta da Degola, a Revolução Federalista contou com a participação dos revoltosos da 2ªRevolta da Armada, que se aliaram aos maragatos de Silveira Martins.
• Floriano Peixoto não se intimida e manda tropas para a região sul, em apoio aos "pica-paus" de Júlio de Castilhos. A revolução transformou-se numa longa e sangrenta luta e provocou a morte de dez mil pessoas (mil pessoas foram degoladas) e só terminou em 1895, no governo de Prudente Moraes, sucessor de Floriano. A vitóriacoube as tropas de Júlio de Castilhos.
• Em 1894, Floriano passa o cargo de presidente ao cafeicultor paulista Prudente de Moraes.
REPÚBLICA VELHA OU OLIGÁRQUICA (1894-1930)
3. PRUDENTE DE MORAES (1894/1898)


• Representando a força dos cafeicultores paulistas, Prudente de Moraes venceu as eleições presidenciais de 1894.
• Apelidado de “O Pacificador”
• O governo dePrudente de Moraes foi marcado por turbulências políticas, na tentativa de pacificar dois lados antagônicos: os defensores do governo militar e os simpatizantes da monarquia.
• Uma das primeiras questões que o presidente teve que resolver foi a da Revolução Federalista no Rio Grande do Sul, assim, assinou a paz com os rebeldes.
• No ano de 1896, Prudente de Moraes teve que interferir em umincidente diplomático envolvendo o Brasil e a Inglaterra, esta que ocupou sem nenhum motivo a Ilha da Trindade.
• Finalmente, a questão foi resolvida de forma favorável ao Brasil.
• Outro grave problema que ocorreu em seu governo foi a Guerra de Canudos.
• No sertão baiano, surgiu uma revolta de caráter sócio-religioso que contagiava cada vez mais pessoas. Liderados por AntônioVicente Mendes Maciel, mais conhecido como Antônio Conselheiro, os sertanejos protestavam contra os valores dos impostos e as péssimas condições que viviam. O Governo Federal organizou um grande exército e acabou com o movimento.
• As dificuldades econômicas provocadas, principalmente, pela política do encilhamento obrigaram o Governo a fazer novos empréstimos, aumentando grandemente a dívidaexterna. Prudente de Moraes faleceu em 13 de dezembro de 1902, vítima de tuberculose.
4.CAMPOS SALES (1898/1902)
• PRP (PARTIDO PAULISTA) + PRM (PARTIDO MINEIRO) – SURGE A POLÍTICA DO CAFÉ COM LEITE;
• 1899 – FUNDING LOAN: ACORDO PARA UMA SUSPENSÃO TEMPORÁRIA NO PAGAMENTO DA DÍVIDA EXTERNA. EM TROCA, CONCORDAVA-SE NO AUMENTO E AMPLIAÇÃO DOS PRAZOS PARA PAGÁ-LA;
• 1900 – POLÍTICA DOS...
tracking img