Presidencialismo e parlamentarismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (459 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PRESIDENCIALISMO
O presidencialismo é um sistema de governo em que o líder do poder executivo é escolhido pelo povo para mandatos já definidos em lei constitucional acumulando a função de chefe deEstado e chefe de Governo.
O presidente é o chefe de Estado, e é ele que escolhe os chefes dos Ministérios. O Legislativo, o Judiciário e o Executivo são independentes entre si e funcionam emharmonia, tendo, desta maneira, como base doutrinária a teoria política de separação e controle recíproco dos poderes, de Montesquieu, que escreveu: "O poder deve limitar o poder."
Entre suas atribuiçõesestão a de liderar a vida política da nação, representar o país interna e externamente, comandar as forças armadas, firmar Neste sistema, o presidente não se subordina ao Parlamento nem pode neletratados, encaminhar projetos de lei ao Congresso, responder pela administração e pelas decisões nos setores do executivo e escolher os ministros de estado.


PARLAMENTARISMO
O Parlamentarismo é umsistema de governo em que o Parlamento, que é o Poder Legislativo, oferece apoio direito ou indireto para o poder executivo. Assim, o poder executivo necessita do poder do parlamento para ser formado epara governar. 
No parlamentarismo, o poder executivo é, normalmente, exercido por um primeiro-ministro, chamado de Chanceler. 
O sistema parlamentarista tem uma importante vantagem sobre o sistemapresidencialista, porque o parlamentarismo é mais flexível. O primeiro-ministro pode ser trocado com certa rapidez e o parlamento pode ser destituído. No caso do presidencialismo, o presidente, namaioria dos casos, cumpre seu mandato até o fim, mesmo havendo crises políticas.
Veja alguns pontos fortes e fracos de cada governo.
Presidencialismo
Ponto forte: É melhor nos sistemas em que existemmuitos partidos políticos, reduzindo a dependência da boa vontade do legislativo.
Ponto fraco: Ênfase exagerada da pessoa do candidato (e não de programas de governo), que não raras vezes “vende” bem...
tracking img