Ppra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2409 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Vetorial Engenharia e Segurança Técnica SS Ltda
Higiene e Segurança do Trabalho





Home
Apresentação
Links
Dicas práticas
Contato
P.P.R.A.
Serviços
PPRA Gratuito

Considerações sobre o PPRA
A quem atribuir a execução do PPRA
Estruturando seu PPRA
Passo a passo, o seu PPRA:

1) Leia a NR-9 na íntegra, leia também neste site "CONSIDERAÇÕES SOBRE A NR-9",esclareça suas dúvidas;

2) Verifique se está habilitado a fazer o reconhecimento de riscos e propor um programa de avaliação, controle e monitoramento; leia neste site "A QUEM ATRIBUIR A EXECUÇÃO DO PPRA";

3) Estabeleça com seu superior a sua atribuição de elaborar uma proposta de PPRA que representará um com promisso a ser assinado pelo empregador;

4) Peça a colaboração daCIPA (se houver) através de seu presidente, solicitando cópia do Mapa de Riscos elaborado pelos cipeiros;

5) Verifique com o médico se há doenças profissionais atribuíveis ao ambiente de trabalho. Se houver, considere muito importante essas informações, anote-as, mas tenha prudência: há muitos equívocos nessa área pelos mais diversos motivos. Igualmente, se não houver nada, cuidado. Podem nãoter se manifestado ou não terem sido diagnosticadas;

6) Obtenha das áreas de Matéria Prima e Almoxarifados, ou ainda através da Seção de Compras, uma lista de produtos líquidos, gasosos e em pó que entram na empresa. Eles não esgotam seu "leque" de agentes químicos pois podem existir equipamentos que os contenham ou geração de outros materiais dentro do estabelecimento em operações decorte, lixamento, queimas, reações químicas e outras situações capazes de causar degradação mecânica ou química;

7) Selecione os agentes que podem possuir algum significado em termos de nocividade à saúde, eliminando todos os demais; verifique em campo, nas atividades de produção, manutenção, expedição, etc, a existência de agentes eventualmente não listados e selecione-os; acrescente à sualista todos aqueles que são gerados dentro do próprio estabelecimento;

8) Divida o estabelecimento em setores utilizando como critério principal o ambiente físico comum, onde trabalhadores estejam expostos aos mesmos agentes, embora a diferentes intensidades ou concentrações, conforme as atividades que exercem. A divisão só não deve ser feita diretamente por ambientes pois é possível que nummesmo galpão (de grandes dimensões e boa ventilação) haja atividades tão afastadas entre sí, que os agentes ambientais de um setor (agentes físicos principalmente) não chegam até o outro. Outro motivo para dividir em setores em vez de ambientes são as diferenças marcantes entre tipos de atividade, equipamentos, chefias, funções, etc;

9) Monte uma planilha de controle com entrada horizontalpara os setores (na coluna esquerda) e entrada vertical para os agentes ambientais (na linha superior); adote uma legenda para registrar:

a) inexistência do agente naquele local (X);

b) informações preliminares obtidas, agente confirmado ( !): ponto de exclamação dividindo a célula ;

c) grau de prioridade atribuído (esse grau de prioridade, expresso por um número, deve levar em conta oregistro de doenças profissionais no estabelecimento ou resultados de controle biológico de exposição, a gravidade potencial segundo estudos de toxicologia, a indicação no Mapa de Riscos, o número de trabalhadores expostos e outros aspectos. Na falta de melhor critério, atribua de 1 a 5 pontos por aspecto relevante para cada célula assinalada, some os resultados e coloque-os à direita do "!";Complete o Reconhecimento, agente por agente, organizando para cada um deles todas as informações importantes tais como ficha técnica (se for produto químico), dados toxicológicos, indícios de doenças profissionais no estabelecimento, setores do estabelecimento em que ocorrem, máquinas, atividades ou operações onde há emissões de agentes físicos ou químicos trabalhadores expostos (quantidade por...
tracking img