PPC - Paridade Poder de Compra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1139 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1)Em Munique um bratwurst (salsicha alemã) custa ¢ 5,00 euros; no Fenway Park de
Boston um cachorro quente custa US$ 4 dólares. A uma taxa de cambio de $1,50 por
euro, qual é o preço do bratwurst em relação ao cachorro quente? E se o dólar se apreciar
para $ 1,25 por euro?
Resolução: 1bratwurst = ¢ 5,00; 1 Cachorro quente = $ 4,00; E = $ 1,50/¢
E = (1,50 x 5,00)/4,00 = 1,875
E2 = (1,25 x5,00)/4,00 = 1,5625
OU
$1,50 – ¢ 1,00
X
- ¢ 5,00

4,00 - 100
7,50 - x

X = $7,50

x = 187,5 = O bratwurst está 87,5% mais caro

$1,25 - ¢ 1,00
X
- ¢ 5,00
X = $6,25

4,00 - 100
6,25 - x
x = 156,25% = O bratwurst está 56,25% mais caro

2)Um dólar custa 7,5 coroas suecas, mas o mesmo dólar custa 1,25 franco suíço. Qual é a
taxa de câmbio entre a coroa sueca/franco suíço?
$1 -1,25
X - 1,00
X = 0,8

$1 - 7,5
0,8 - X
X=6

EF/CS = 6

3)O petróleo é vendido em um mercado mundial e tende a ser precificado em dólares
norte-americanos. O Nippon Steel Chemical Group do Japão deve importar petróleo para
usar na manufatura de plástico e outros produtos. Como seus lucros são afetados quando
o iene se deprecia em relação ao dólar?
Se as manufaturas de plástico foremutilizadas para o mercado interno, os lucros da
Nippon Steel diminuirão, devido ao encarecimento da importação. Se as manufaturas
forem exportadas, os lucros aumentarão, pois os produtos da Nippon se tornarão mais
competitivos no mercado internacional.

4) Em outubro de 1989, o FED anunciou que teria uma função menos ativa na limitação
das flutuações das taxas de juros do dólar. Após essanova política ter sido adotada, as
taxas de câmbio do dólar em relação às outras moedas se tornaram mais voláteis. Nossa
análise sobre o mercado de câmbio sugere alguma conexão entre esses dois eventos?
Sim, pois fica claro que sem a intervenção do FED o mercado passou a se movimentar de
maneira mais autonoma, apresentando altos níveis de volatilidade.
5) Suponha a seguinte situação. Existeapenas uma cesta de bens na economia, com o
preço de 100. No primeiro ano tínhamos uma taxa de câmbio de S=1 e o preço
internacional da cesta era P*=100 (o preço internacional). O preço da cesta doméstica
aumentou para 120 no ano seguinte, e a taxa de câmbio nominal aumentou para 1,05 e P*
para95.
Calcule
a
taxa
de
câmbio
real
(q)
nos
dois
anos.
A
economia
ganhou
competitividade?
-Quais fatores levaram ao aumento ou à redução de competitividade?
Resolução:


Cálculo da taxa de câmbio real:

Taxa de câmbio real no primeiro ano:
q1 = S1 . P1* / P1
q1 = 1 . 100 / 100 = 1
Taxa de câmbio real no segundo ano:
q2 = S2 . P2* / P2
q2 = 1,05 . 95 / 120 = 0,83125


Análise de Competitividade

A cesta nacional perde competitividade frente à cesta internacional, poisfica mais cara
em moeda estrangeira.


Análise dos fatores que levam ao aumento ou à redução de competitividade:

O aumento da taxa de câmbio nominal aumenta a competitividade da cesta de bens da
economia
nacional.
Por outro lado, o aumento do preço da cesta doméstica reduz sua competitividade no
mercado. A queda do preço da cesta internacional também reduz a competitividade
nacional.Como o aumento de preço foi mais intenso do que o aumento da taxa de câmbio
nominal, os produtos nacionais perdem competitividade no mercado.

6) Considere o seguinte quadro informativo sobre o Brasil e os Estados Unidos.
Brasil
IPC
Jan/98
100
Fev/98
100.45
Mar/98 101.13
Fonte: http://fgvdados.fgv.br

R$/US$
1,1199
1,1271
1,1337

Estados Unidos
IPC
US$/R$
100
0,8929
100.160,8873
100.32
0,8821

Com base nos valores acima, responda as questões que se seguem.
a) Qual a variação na taxa de câmbio nominal R$/US$ no período?
Basta fazer uma regra de três simples para cada caso. Se considerarmos a variação entre
janeiro e fevereiro, e entre fevereiro e março, veremos que a taxa de câmbio nominal
aumentou 0,64 % em fevereiro e 0,58 % em março (terceira coluna)....
tracking img