Portugues

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (282 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SANTOS,LUCIANA GUIMARAES.ENFERMAGEM. Tratado de Enfermagem Médico-Cirúrgica. 10 ed. vol. 3. Rio de Janeiro: Editora Guanabara e Koogan S.A., 2005. p. 1165-1169

O presentetrabalho abordará a cirrose hepática que é um distúrbio hepático crônico que se caracteriza pela substituição do tecido hepático normal por fibrose difusa, a qual acaba por romper com aestrutura e a função do fígado. É uma doença crônica. Existem três tipos de cirrose ou cicatrização do fígado: a cirrose alcoólica, a cirrose pós-necrótica e a cirrose biliar. Oconsumo de álcool é considerado o principal fator etiológico da cirrose, que ocorre com uma frequência máxima entre os alcoólicos. A ingesta proteica reduzida causa deficiência nutricionalda mesma forma que a ingesta excessiva de álcool é o principal fator etiológico no fígado gorduroso e em suas consequências, contribuindo assim para a destruição do fígado. Ossinais e sintomas vão aumentando à medida que a doença vai evoluindo, que são eles: febre baixa intermitente; aranhas vasculares; eritema palmar; edema de tornozelo; indigestão matutinavaga; dispepsia flatulenta; dor abdominal; fígado firme e aumentado e esplenomegalia. Geralmente, o tratamento é baseado nos sintomas apresentados, por exemplo, os antiácidos sãoprescritos para diminuir o desconforto gástrico e minimizar a possibilidade de sangramento GI. Para a melhora no estado nutricional e a cura de células hepáticas lesionadas usam-se osSuplementos vitamínicos e nutricionais. Então, concluem¬-se que o diagnóstico precoce da cirrose por ser uma doença crônica também como de qualquer outra patologia é sempre primordialpara que se consiga alcançar um bom prognóstico, consciência de que o paciente necessita de orientações, informações sobre a sua patologia e de qualidade do tratamento a ele indicado.
tracking img