Por que odiamos o rh

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3746 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GESTÃO DE PESSOAS

Por que odiamos o RH
stou em Las Vegas para acompanhar uma reunião de várias centenas de executivos médios da área de recursos humanos (RH). Eles ficarão aqui por dois dias no Caesars Palace, para uma conferência sobre liderança estratégica de RH, conceito que soa, aos ouvidos leigos, assustador e contraditório ao mesmo tempo. Depois de quase 20 anos de retórica esperançosasobre sentar-se à mesa de quem realmente manda na empresa, a maioria dos profissionais de recursos humanos não chegou nem perto de estar lá. A verdade nua e crua é que os profissionais de RH, em geral, não são nem líderes nem parceiros estratégicos em suas empresas. Não me importo com Las Vegas. E, caso ainda não esteja claro, também não gosto do RH. É por isso que estou aqui. A atividade de RH jámostrou ser, na melhor das hipóteses, um mal necessário -e, na pior, uma força burocrática obscura que faz valer regras sem sentido, resiste à criatividade e impede a mudança construtiva. Ao mesmo tempo, a área de RH tem grande potencial como propulsora do desempenho do negócio e, paradoxalmente, é a função cujo resultado é consistentemente inferior ao esperado. E é também por
130

Ewww.hsmmanagement.com.br

HSM Management 55 março-abril 2006

Na economia do conhecimento, parecem vencer as empresas com os melhores talentos. Encontrar, estimular e desenvolver esses profissionais deveria ser uma das mais importantes tarefas de uma empresa. Então, por que a área de RH não consegue fazê-Ia direito? Reportagem da Fast Company tenta responder a esta pergunta oferecendo quatrosoluções

isso que estou aqui, para desvendar esse paradoxo.. Por que se gasta tanto tempo com as avaliações de desempenho anuais e por que são sempre tão inúteis? Por que muitas vezes o RH acaba sendo o lacaio do diretor financeiro em busca de formas engenhosas de cortar benefícios e dilacerar a folha de pagamento? Por que a comunicação de RH - quando se consegue entendêla - zomba da realidade? Por quea maioria dos processos que lidam com pessoas tende à duplicação e ao desperdício, criando uma floresta de papelada para cada pequena transação? E por que o RH insiste em achar

que uniformidade é o mesmo que igualdade? Esse, meus amigos, é o problema do RH. Na economia do conhecimento, vencem as empresas que retêm os melhores talentos. Isso todos sabem. Os executivos de RH deveriam estaraproveitando ao máximo os recursos humanos - encontrando as melhores pessoas para contratar, estimulando as estrelas, promovendo um ambiente de trabalho produtivo - da mesma forma que o departamento de tecnologia da informação cuida dos computadores; e o financeiro, do capital. O RH deveria estar muito mais próximo e conectado à estratégia empresarial.

Em vez disso, os departamentos de RH, em geral,se isolaram em guetos e chegam a beirar a obsolescência, mostrando-se competentes nas trivialidades administrativas relativas a remuneração, benefícios e aposentadoria. Contudo, as empresas estão, cada vez mais, terceirizando essas funções a prestadores de serviços capazes de lidar com esse tipo de tarefa rotineira a custos inferiores. O que resta é o papel estratégico e mais importante de elevaro capital intelectual da organização. No entanto, o RH revela-se singularmente inapto para essa função. Vejamos por quê.

HSM Management 55 março-abril 2006

www.hsmmanagement.com.br

131

1. As pessoas de RH não são exatamente as mais afiadas.
Sejamos claros: se você for um jovem ambicioso, recém-formado em uma boa faculdade de administração de empresas, de olho em uma bela carreira,seu primeiro instinto não o levará a entrar na dança do RH. Na Ross School of Business, da University of Michigan, que se orgulha de ter o melhor corpo docente no campo de questões organizacionais, somente 1,2% dos formandos de 2004 foi para a área de RH. Quem vai, então? Pessoas inteligentes, às vezes, mas não da área de negócios. "O RH não tende a contratar muitos pensadores independentes",...
tracking img