Por baixo da linha do equador a cultura equatoriana em sua diversidade e multidimensionalidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 47 (11583 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Departamento de Sociologia

I. Introdução

Qualquer aluno de ensino básico que tenha sido iniciado no estudo da Geografia já ouviu falar do Equador: o nome da linha imaginária horizontal que divide o globo terrestre em dois hemisférios, o setentrional e o meridional e serve de referência para o entendimento de zonas climáticas, correntes marítimas, inclinação do eixo da Terra e até mesmopara a divisão sócio-política tradicional entre países desenvolvidos e em desenvolvimento.Poucos no mundo sabem, contudo, que este meridiano foi nomeado de acordo com o pequeno país latino-americano, cujo território está localizado exatamente na altura em que a linha imaginária é traçada sobre o globo. Isso admitem os próprios equatorianos quando se referem ao desconhecimento generalizado do mundosobre o seu país. Nas últimas décadas esta tomada de consciência por parte da população e das lideranças políticas trouxe à tona a temática da valorização cultural local como elemento de revigoramento nacional e desenvolvimento social, ao mesmo tempo que de inserção internacional, ocasionando a criação de amplas e variadas políticas públicas culturais que vão desde o âmbito doméstico até ointernacional.
A História da região que hoje conhecemos como Equador tem início milhares de anos antes de Cristo, e costuma ser divida nos períodos pré-hispânico, hispânico, de independência e republicano. O pré-hispânico tem início com o desenvolvimento da civilização chamada de Las Vegas, cujos primeiros representantes teriam chegado à costa equatoriana por volta do ano 10 000 a.C., estabelecendo-se naPenínsula de Santa Elena, um território de savanas e mangues. Alimentavam-se de frutos do mar, além de carne de veado e frutos selvagens. Entre 9.000 e 8000 a.C subiram os Andes, alcançando os arredores da atual cidade de Quito. Firnados, já em 7000 a.C. realizavam atividades agrícolas – cerca de 2000 anos antes de mexicanos e peruanos – cultivando uma planta chamada cabaça. Posteriormentepassaram a cultivar milho, feijões, amendoins, pimenta, abóbora. Sítios arqueológicos locais ainda revelam o exercício da cultura do algodão no Equador, utilizada para a produção de tecidos. Da mistura com outros povos locais e a adaptação ao modo de vida local, a civilização de Las Vegas originiou a chamada Machalilla, a qual predominou no território da atual província de Manabi no centro do Equador,onde conviveu com outras civilizações como a de Valdivia e a de Chorrera. Estes grupos são diferenciados tanto pela localização dos vestígios arqueológicos que lhes dizem respeito, quanto pelo tipo de utensílios que produziam -especiamente de cerâmica.
Ainda no período pré-hispânico, desenvolveram-se na região uma outra variedade de culturas locais, como Manteños- os primeiros que avistariam osespanhóis - Huancalvicas, Caranquis, Yumbos, Quitus e Canãris. Estes, por sua vez, acabariam entrando sob o domínio do Império Inca, sem perder, contudo, alguns de seus caracteres particulares. Os Cañaris foram os que mais resistiram ao domínio inca, tendo lutado fortemente, e mantendo líderes locais reconhecidos até a chegada dos espanhóis, que submeteram a região e o próprio Império Inca em1535, dando início ao período hispânico.
Em 1532 começou o fim de Tahuantinsuyo com a prisão de Atahualpa. Duros enfrentamentos se produziram entre europeus e incas, os quais resistiram a ser conquistados. Francisco Pizarro e Diego de Almagro foram os principais protagonistas da época aplicando várias estratégias para submeter os índios aos seus domínios, uma delas a catequização.
Em 1563, nacondição de instância administrativa dependente da Coroa Espanhola, fundou-se a A Real Audiência de Quito. Desde então até o século XVIII, a Audiência de Quito integrou o Vice-reinado do Peru. Em 1753, o Marques de Selva Alegre centralizou o poder das diversas regiões da Audiência na cidade de Quito, estabelecendo o monopólio das exportações de álcool e tabaco. Diversas rebeliões daí se seguiram,...
tracking img