Politicas sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1558 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1- INTRODUÇÃO.......................................................................................................3

2- AS INTERVENÇÕES E PERSPECTIVAS ESTATAIS JUNTO À QUESTÃO SOCIAL NO BRASIL ANTES E APÓS A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988.............................................................................................................................4
2.1-O PROCESSOHISTÓRICO DA ÉTICA PERCORRIDA PELO SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL..................................................................................................................5
2.2-O PROCESSO TEÓRICO E METODOLÓGICO PERCORRIDO PELAS PROFISSIONAIS DO SERVIÇO SOCIAL APÓS A DÉCADA DE 1980......................6

3-CONCLUSÃO.........................................................................................................7

4- REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS.....................................................................10

INTRODUÇÃO



O seguinte trabalho tem como propósito o surgimento das questões sociais tentando mostrar as transformações das práticas profissionais, através de um processo de reflexão contínuo sobre os trabalhos realizados, capazes de deflagrar perguntase respostas configurando um longo processo de aprendizagem, a partir de situações do cotidiano das pessoas e do profissional de Serviço Social que tem em sua organização: metodologia e código de ética.

A partir da constituição de 1934 na luta dos trabalhadores por condições dignas de vida e a transformação que a constituição de 1988 trouxe para o País, para as políticas sociais econseqüentemente para o profissional de serviço social.



AS INTERVENÇÕES E PERSPECTIVAS ESTATAIS JUNTO À QUESTÃO SOCIAL NO BRASIL ANTES E APÓS A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988.

Deu-se início a partir das necessidades encontradas no Brasil no início do século XX na ascensão do capitalismo com a crise que atingiu o meio rural, os trabalhadores do campo buscaram os grandes centros a fim demelhores condições de sobrevivência pois os grandes centros se desenvolviam rapidamente na área industrial e na economia.
Os grandes centros por sua vez não estavam preparados para tanto, nem mesmo as indústrias. Era muita mão de obra com isso a exploração da mesma era gritante.Os trabalhadores, em sua maioria operários tentavam se defender com algumas paralisações, e até grevesentre outros movimentos.
Foi um momento difícil, pois eles não tinham ninguém pra defendê-los.O Estado por sua vez se colocava a favor dos donos das indústrias, ou seja, de quem tinha o dinheiro.A participação Estatal veio a parti de 1930 com o governo de Getúlio Vargas também conhecido como pais dos pobres.Ele atendeu a algumas necessidades dos trabalhadores diante de suas múltiplasmanifestações, dando início ao surgimento das primeiras políticas sociais.
Parte da responsabilidade pública passava a ser do Estado.Com a criação da constituição em 1934 alguns direitos dos trabalhadores ficaram resguardados, porém apenas aos que fizessem parte do mercado de trabalho e quem não pertencia a esse grupo restava o assistencialismo que vinha por instituições filantrópicase pela própria sociedade.
A intervenção do Estado foi regulamentada por leis e normas segundo a constituição que nascia com o objetivo de melhorar a vida do cidadão no amplo de sua vida social, no enfrentamento da pobreza e desigualdade de todos que fizera parte da nação, criando oportunidades e as tornando acessível.Na constituição de 1988 todos ficariam resguardados e aresponsabilidade pública passava a ser inteiramente responsabilidade do Estado formando um tripé: Previdência social, saúde e assistência social.Nesse momento o Estado fica responsável por passar esses serviços de maneira pública e gratuita.O atendimento da saúde para todos, com qualquer problema e dificuldades.Esse foi um grande avanço, as pessoas passavam de objeto pra gente.Digamos que com esta...
tracking img