Plano de negocios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4824 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANO DE NEGÓCIOS: O SEGREDO DO SUCESSO DO EMPREENDEDOR. MITO
OU REALIDADE?

José Carlos Assis Dornelas
Escola de Engenharia de São Carlos – EESC – USP – dornelas@sc.usp.br

ABSTRACT
This paper presents a discussion about the business planning process and its influence as a decision factor
for the success or falling of the businesses. The context is the small businesses and the businessincubators in
Brazil. After this, a structure of business plan is proposed in order to be used by Brazilian entrepreneurs. An
important thing focused in this paper is that the business plan will determinate the success of the enterprise
only if the owner believes in its potential and revises periodically its contents in function of the changes
occurring around his business and market.Key-words: business plan, small business, entrepreneurship.
Tema: Gestão Estratégica em Pequenas e Médias Empresas

1 - Introdução
Ultimamente, tem-se falado muito a respeito dos problemas enfrentados pelas
micro e pequenas empresas (MPE) brasileiras em se estabelecer no mercado após os 3
primeiros anos de vida. Isto porque o índice de mortalidade dessas empresas sempre foi
considerado elevado,porém não se tinha dados concretos que fundamentassem essa
afirmativa. Chegava-se a dizer que esses números eram da ordem de 80% ou mais, ou seja,
a cada 5 novas pequenas empresas criadas no país, apenas uma sobrevivia após o terceiro
ano de vida. Pesquisas do SEBRAE (SEBRAE, 1998a) mostram que esses números não
são tão elevados quanto se dizia. Mas também não são animadores a ponto de não nospreocuparmos. O percentual de mortalidade das MPE na região metropolitana de São Paulo
chega a 58% nos três primeiros anos de vida. Esses números podem ser extrapolados para
todo o país, segundo o próprio SEBRAE, e os resultados não serão tão discrepantes.
O fato é que independente do índice ser 58% ou 80% ou outro qualquer, busca-se
uma causa principal para esse problema crônico brasileiro,já que essas mesmas MPE são
reconhecidamente responsáveis pela maior parcela de empregos gerados no país. Diversas
pesquisas e reportagens que veiculam na mídia focam vários aspectos considerados como
sendo os grandes causadores desses números. Pode-se citar a crise econômica pela qual
passa o país, a falta de incentivos e subsídios do governo às MPE exportadoras, altas taxas
de juros, acessorestrito ao crédito, exigência de contrapartidas elevadas ao se pleitear
financiamentos junto a bancos, a crescente concorrência estrangeira, entre outros que são
diariamente discutidos em vários pontos do país. O que se nota é a constante preocupação
em se buscar culpados para os próprios erros e a exagerada preocupação com fatores
intangíveis para o empreendedor. Todos esses exemploscitados são verídicos, importantes
e preocupantes, porém são fatores de ordem macro e de difícil influência por parte do
empreendedor isoladamente. As entidades representativas de sua classe estão aí para

defender seus interesses e buscar melhores condições que viabilizem um cenário propício à
criação e crescimento de novos empreendimentos.
A pergunta que fica no ar é: E o empreendedor, o queele pode fazer pelo seu
empreendimento? Existe uma importante ação que somente o próprio empreendedor pode e
deve fazer pelo seu empreendimento: planejar, planejar e planejar. No entanto, é notória a
falta de cultura de planejamento do brasileiro, que por outro lado é sempre admirado pela
sua criatividade e persistência. Os fatos devem ser encarados de maneira objetiva. Não
basta apenas sonhar,deve-se transformar o sonho em ações concretas, reais, mensuráveis.
Para isso, existe uma simples, mas para muitos, tediosa, técnica de se transformar sonhos
em realidade: o planejamento. Nos Estados Unidos, muito do sucesso creditado às MPE em
estágio de maturidade é creditado ao empreendedor que planejou corretamente o seu
negócio e realizou uma análise de viabilidade criteriosa do...
tracking img