Plano de aula

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1107 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANO DE AULA


I. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DE GOIÁS – CAMPUS ITUMBIARA
PROFESSOR: Amanda Laís Nunes Miranda
PERÍODO: 1º Período

II. TEMA DA AULA
- Paidéia: A educação em Platão

III. OBJETIVOS
- Objetivo geral: Procurar demonstrar como a questão da paidéia é colocada por Platão, na constituição de uma paidéia filosófica,como verdadeira educação. Para que os alunos possam compreender sua originalidade, situaremos o pensamento pedagógico de Platão no debate que realiza com a cultura de sua época, sobretudo com os sofistas – educadores que vendiam o seu conhecimento e viam na erudição a essência da paidéia.

- Objetivos específicos:
1. Aprofundar o contexto histórico da Paidéia Grega, tratando assimdo surgimento do termo, que consciência que tinha sobre a formação, o que procedeu a esse termo.


2. Tratar do termo Paidéia: a formação do homem na filosofia de Platão, ou seja, verificar os processos utilizados por Platão, estes que integram o homem na sociedade.


3. Analisar as contribuições de Platão para a filosofia da educação, além disso ver aformação do homem em geral, e nesta temática abordar as contribuições de Platão para a formação.


IV. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
A) A educação na antiguidade clássica da Grécia: as origens homéricas da educação clássica; os ideais educativos espartanos e atenienses; os sofistas e as lideranças democráticas; Sócrates educador; a república e os ideais pedagógicos de Platão; o cosmopolitismo daeducação helenística;
B) O Significado Político e a Prática Educativa em Platão: Tem-se a tentativa de instauração de um estado ideal, em que desde criança, o indivíduo começa o seu processo educacional.
C) Modos específicos da educação em Platão: Episteme, razão, medida, ordem, dialética, etc.
D) As Ideologias e os processos educacionais: Platão organizou esta formação para ascrianças, até os mais velhos, e isso é de fato um processo educacional.

V. METODOLOGIA DO ENSINO
A aula é dada de forma expositiva, respeitando a complexidade do tema e o nível de aprendizado da turma. Debates e conversas com os estudantes são promovidos durante a exposição, e no fim da aula é pedida uma pequena reflexão textual acerca das temáticas discutidas.

VI. DESENVOLVIMENTO DA AULAPressupondo uma aula de 50 minutos, espera-se desenvolver os trabalhos de acordo com os seguintes momentos:


1 – Iniciar com uma reflexão introdutória sobre o que é padeia, qual o contexto que ela preconiza, etc. Parte-se da consideração de que para a educação básica o ensino de Filosofia não deve ignorar a História da Filosofia, porém a transmissão dos conteúdos históricos e formaisnão deve ser o objetivo primeiro do professor de Filosofia, mas sim o como processar e entender a construção e as relações entre tais conceitos e teorias. O professor de Filosofia é um referencial humano do pensar filosófico, e sua atividade deve buscar primariamente despertar o interesse do estudante pelo modo de filosofar. Espera-se que esta pequena introdução ocupe os primeiros 5 ou 10 minutosda aula.

2 – Reflexão sobre a conhecida passagem de Kant de que “não se pode ensinar filosofia, mas apenas ensinar a filosofar”. Aqui se trata de esclarecer a oposição que se encontra subjacente a tal afirmação, a saber, que para Kant há ciências que são constituídas como um conjunto de “verdades” e ciências que se constituem em uma atividade da razão. A Filosofia é uma atividade darazão, portanto no que concerne ao seu ensino não haveria “transmissão” de conteúdos, mas sim ensino do processo e da atividade do filosofar. Espera-se que este passo leve entre 5 e 10 minutos.


3 – Pensar a Filosofia como atividade e pensamento implica conceber certa definição de Filosofia. No entanto, não se pretende aqui uma definição acabada e pretensamente privilegiada em relação às...
tracking img