Pipa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1070 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Estudo de caso – Crise na Natura

1) A falta de diferencial estratégico dos seus administradores, falta de modificações na linha de produtos da empresa, como seus consumidores na maioria do sexo feminino estavam cada vez mais exigentes e sedentos por novidades. E também a entrada de novos concorrentes no cenário nacional devido à abertura comercial da década de 1990. O preço da linha deprodutos Natura era considerado elevado para maioria das consumidoras, que comprariam mais e com maior frequência, caso eles fossem mais baixos.

2) A empresa descobriu importantes características dos seus produtos que ela desconhecia e ficou conhecendo um pouco do mercado nacional e o observou que as clientes gostariam de comprar cosméticos mais baratos e simples para usar no dia-a-dia. Asconsumidoras acreditavam no potencial de novos cosméticos que a fauna e flora brasileira possuíam para a criação de novos produtos e que havia um significativo interesse pela biodiversidade brasileira.
Além disso, com mais de 200 mil consultoras foi possível reunir informações e segmentar o mercado, dessa forma a empresa passou a conhecer melhor os seus clientes.

3)A obtenção imediata das informações de mais de 280 espécies de plantas pesquisadas e acesso a uma linha de aproximadamente 300 produtos. Com essas informações já disponíveis, o processo de desenvolvimento da nova linha foi grandemente acelerado.

4) Venda direta por meio de consultoras, garante maior personalização no atendimento ao conhecer as peculiaridades de cada cliente;
* rapidezpara receber o feedback dos clientes;
* distribuição descentralizada;
* fidelização do cliente;
* maior regularidade das compras;
* maior conforto para os clientes ao receber em casa seus produtos.

5) Toda a campanha buscava passar uma imagem sócioambientalmente correta da empresa e para isso o logotipo da organização foi trocado e o nome da nova linha, Ekos,propositalmente escolhido, visto que seus produtos expressam de diversas maneiras o caráter ligado à natureza.

* Essa estratégia de comunicação visava propagandear o ponto de diferenciação e vantagem competitiva de seus produtos.
* Vendia-se um conceito, e não o produto propriamente dito.
* Os principais veículos promocionais utilizados foram revistas de grande circulação e mídia televisiva.6) A empresa indicou que deve buscar uma maior eficiência nas campanhas publicitárias para frear o avanço da concorrência, "A Natura se posiciona no segmento intermediário de preços", diz Alessandro Carlucci, presidente da companhia. A Natura oferece preços medianos, fazendo concorrência não por estratégia de baixo custo. Ao oferecer preços considerados no valor de mercado para os compradores,ela busca atrair consumidores pela sua diferenciação no trato com o meio ambiente. A empresa agrega valor ao produto ao produzi-lo com grande responsabilidade socio ambiental, fazendo com que as pessoas estejam dispostas a pagar mais por um produto que respeite os limites do ecossistema. É interessante informar que a Avon – grande concorrente norte-americana da Natura – vinha trabalhando no Brasilcom uma linha mais simples e que buscava alcançar o público de baixa renda. Além disso, houve uma grande queda nos preços dos produtos de cosméticos ao longo dos anos. Cremes que antes custavam um salário mínimo hoje custam menos que a metade.

7) Constatação da crise Recolhimento de informações e pesquisas Desenvolvimento do novo conceito
* Desenvolvimento dos novos produtos
*Comercialização do produto
* Constatação da crise – Por meio de uma série de sinais, foi identificada a crise na empresa e a urgência de mudanças. Recolhimento de informações e pesquisa – Recolheu-se informações com as pesquisas de mercado por meio das consultoras. Desenvolvimento do novo conceito – Com a biodiversidade brasileira em mente, foi desenvolvido o conceito que seria a diretriz da futura...
tracking img