Pim vii

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 33 (8015 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIP INTERATIVA
Projeto Integrado Multidisciplinar
Cursos Superiores de Tecnologia

CONSULTORIA, SOFTWARE DEVELOPER

BEBEDOURO
2010
UNIP INTERATIVA
Projeto Integrado Multidisciplinar
Cursos Superiores de Tecnologia

TERCEIRIZAÇÃO DEPARTAMENTO DE TI

BEBEDOURO
2010
Sumário
1. Introdução 1
2. Controle de Versões 1
2.1. O que é controle de versões? 1
2.1.1. Histórico 1
2.1.2.Colaboração 1
2.1.3. Variações no Projeto 1
3. Como Funciona o Controle de Versão? 2
3.1. Controle de Versão Centralizado 2
3.2. Controle de Versão Distribuído 2
3.3. Identificação de Revisões 2
3.4. Sincronização de Mudanças Concorrentes 3
3.5. Diferentes versões de projeto 3
3.6. Considerações Finais (controle de versão) 3
4. Métodos de gestão de TI 4
5. Governança de TI 5
6. EstruturaGovernamental. 7
7. Governança Corporativa - Conceito Geral de Gerenciamento de Riscos 8
7.1. Estrutura Organizacional – Departamentalização. 8
7.2. Departamentalização Funcional 8
8. Sistema de Informações Gerenciais 9
8.1. Processo Decisório 9
8.2. Planejamento Estratégico 10
8.3. Riscos e Controles 11
9. Processo de Gerenciamento de Risco 12
Identificação 12
Projeção 12
Avaliação 12Administração 12
10. Modelos de Governança 12
10.1. Proposta para Governaça; 12
11. Sistema de Gerenciamento de Risco 14
12. Considerações Finais (Gerenciamento de TI) 14
13. Gerenciamento dos documentos. 15
13.1. Componentes. 17
13.2. Metadados 17
13.3. Integração. 17
13.4. Captura. 18
13.5. Indexação. 18
13.6. Armazenamento. 18
13.7. Recuperação. 19
13.8. Distribuição 19
13.9.Segurança. 19
13.10. Workflow 20
13.11. Colaboração 20
13.12. Versioning. 20
13.13. Procurando 21
13.14. Publicação 21
14. Implicações da Lei Sarbanes-Oxley na Tecnologia da Informação 21
15. Segurança de sistemas de informação 22
15.1. Controle de registros 23
16. Arquiteturas Cliente/Servidor 23
16.1. Padrões de Distribuição 24
17. Conceitos Básicos de Software Livre 25
17.1. Vantagense Riscos Software Livre 26


Resumo:

A Governança de TI destaca-se no atual cenário dinâmico e competitivo dos negócios como um conjunto de mecanismos que permitem estabelecer objetivos, formular controles, executar estratégias e avaliar os resultados obtidos pela Tecnologia da Informação.
A tecnologia deixou de ser apenas uma área de suporte para tornar-se um parceiro estratégico noalcance dos objetivos do negócio. As organizações que compreendem este conceito e conseguem incorporar os objetivos da governança em sua estrutura adquirem condições para aperfeiçoar o gerenciamento de sua infra-estrutura e serviços de TI.
Aprimorar o planejamento, controles e processos requer investimento e comprometimento das partes envolvidas, assim, é necessário que a organização avalie seusobjetivos de acordo com quais resultados deverão ser alcançados e que serão as principais prioridades para o negócio da empresa de consultoria “Consulting” no qual foi contratada por uma empresa desenvolvedora de software “Developer”.
Neste projeto realiza-se uma revisão bibliográfica dos métodos e modelos alinhadas com as melhores práticas em destaque nessa área de Governança, o ITIL, o COBIT etambém pelo CMMI.
O objetivo em aplicar estes métodos constituem em um poderoso recurso para aderência aos objetivos aprimoramento os controles internos e conformidade às práticas regulatórias, como a Lei Sabarnes- Oxley1.
E muito importante que tenhamos processos eficazes para que tempo e dinheiro não sejam “jogados fora”. Como sabemos, verificar erros no planejamento, utilizar recursos de backup deversão é muito mais barato do que identificar durante a execução ou ao final dela.

Abstract:

IT Governance stands out in today's dynamic and competitive scenario of business as a set of mechanisms to establish goals, develop controls, implement strategies and evaluate the results obtained by Information Technology.
The technology is no longer just a support area to become a strategic...
tracking img