Personalidade e gostos musicais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1348 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Ensaio de Reflexão Individual

«Personalidade e gostos musicais»

42677, Frederico Pereira Campos de Moura Martins

Psicologia da Comunicação 3º Ano do Curso de Ciências da Comunicação Ano Letivo 2012/2013 – 1º Semestre

Docente Professor José Farinha

Universidade do Algarve - Escola Superior de Educação e Comunicação Faro, 20 de dezembro de 2012

No âmbito da unidade curricular dePsicologia da Comunicação foi proposto aos discentes que realizassem um trabalho escrito individual de caráter reflexivo sobre um tema à sua escolha que estivesse de alguma forma relacionado com os conteúdos programáticos da disciplina. Como é sabido e discutido de uma forma cada vez mais acérrima na atualidade, comunicar é uma necessidade vital dos seres humanos e uma das temáticas centrais donosso tempo. As condições socioeconómicas e o desenvolvimento da tecnologia ainda enfatizam mais a importância desta área de estudos. Consequentemente, esta área está intimamente relacionada com a construção das nossas identidades, pois os nossos valores e atitudes estão presentes nas nossas relações (e consequentes interações interpessoais e grupais) com os outros, nas quais são (com)partilhadospensamentos, conhecimentos, ideias, intenções, gostos musicais… E é aqui que está a origem da minha temática de reflexão, que passo desde já a introduzi-la.

Depois de inicialmente ter pensado em trabalhar um tema demasiado generalista, tal como "O papel da Música na Comunicação", apercebi-me, após ter sido advertido pelo professor, que teria de realizar a reflexão individual sobre um tema umpouco mais específico. Assim, e depois de alguma pesquisa efetuada, decidi incidir o meu trabalho sobre o artigo “Personalidade e gostos musicais” da revista Super Interessante número 117, de Janeiro de 2007. Basicamente pretendo refletir que a música pode introduzir alterações físicas e psicológicas no nosso corpo e que essas alterações são diferentes consoante o tipo de música que se ouve e,consequentemente, que a música molda personalidades. Deste modo, após a leitura do artigo “Personalidade e gostos musicais” da revista Super Interessante número 117, de Janeiro de 2007, constatei algo que já desconfiava há algum tempo. Cada vez se vai percebendo melhor a importância, ou melhor, a influência que a música tem na vida comunicacional e psicológica das pessoas. Um objeto de estudo pelo qualme interesso particularmente é aquele que foi defendido por Daniel Levitin, diretor do Laboratory for Music Perception, Cognition and Expertise da Universidade McGill, em Montreal, no Canadá, que se dedica ao campo da música ligado com a neurociência. Segundo o artigo, o seu último projeto, denominado Life Soundtrack (Banda Sonora da Vida), estuda os efeitos da música na vida humana. Ficoudemonstrado, após esse estudo, que a música pode introduzir alterações físicas e

psicológicas no nosso corpo e que essas alterações são diferentes consoante o tipo de música que se ouve. Segundo o estudo, os níveis de dopamina, adrenalina, noradrenalina e serotonina podem ser modificados pela música. Neste assunto não posso deixar de concordar porque, falando agora por experiência própria, quando ouçomúsica com ritmos mais rápidos sinto-me mais enérgico, quando ouço música de que gosto sinto-me mais alegre e confiante para enfrentar o dia-a-dia e quando ouço músicas mais calmas também me sinto mais relaxado. Escutamos música no carro, no metro, enquanto fazemos exercício físico, no trabalho, quando vamos às compras, quando saímos para algum lugar à noite… Além disso, a música está presentenos momentos e locais em que as pessoas se reúnem: nos casamentos e funerais, durante as competições desportivas, no decurso de uma cerimónia religiosa, num jantar romântico ou em festas. Por isso, não será de estranhar que uma das temáticas de conversação mais comuns entre dois desconhecidos que pretendem formar uma primeira opinião sobre o outro seja a música. Perante esse facto, o investigador...
tracking img