Perolas juridicas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1065 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Profissão: sacerdote afro-brasileiro
“O requerente trabalha na função de sacerdote afro-brasileiro há mais de 10 anos”. (De uma petição inicial no JEC de Porto Alegre).
Inviabilizada a conciliação, após a audiência, a advogada do autor admite para os presentes: “Fazer o que né?… Não ficaria bem chamá-lo de macumbeiro”.
Pau de periquito
Razões finais em audiência de ação revisional de alimentosda mulher contra o homem. O advogado da autora dita: “Excelência, minha cliente, trabalhadora rural, na verdade uma ´pau-de-arara´, que tem que trabalhar na lavoura de cana-de-açúcar para comprar alimentos para ela e os filhos, necessita de um aumento da pensão”.
O advogado do réu, retruca: “Excelência, ela que é feliz, pois ainda se considera ´pau-de-arara´. Já meu cliente, nem mais esta condiçãopossui, pois foi reduzido a ´pau-de-periquito´”.
O juiz suspende os debates. (Da assentada de uma audiência na 1ª Vara Civel da comarca de Batatais – SP).
A união dos corpos reconciliados
“Certifico que em cumprimento ao r. mandado, me dirigi no local indicado, e ali sendo, deixei de efetuar a separação de corpos do casal, por solicitação da requerente, porque segundo ela, vivem maravilhosamentebem, e estão desfrutando dos prazeres da reconciliação. O amor é lindo.” (De uma certidão de oficial de Justiça, em ação de separação de corpos, em Piçarras-SC, em 26.07.2004).
Levo ou deixo?
Diz a lenda que Rui Barbosa, ao chegar em casa, ouviu um barulho estranho vindo do seu quintal. Chegando lá, constata haver um ladrão tentando levar seus patos de criação.
Aproxima vagarosamente do indivíduoe, surpreendendo-o ao tentar pular o muro com seus amados patos, diz-lhe:
- Oh, bucéfalo anácrono! Não o interpelo pelo o valor intrínseco dos bípedes palmípedes, mas sim pelo ato vil e sorrateiro de profanares o recôndido da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. Se fazes isso por necessidade, transijo; mas se é para zombares da minha elevada prosopopéia de cidadão digno ehonrado, dar-te-ei com minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à qüinquagésima potência que o vulgo denomina nada.
E o ladrão, confuso, diz:
- Doutor, eu levo ou deixo os patos?”
(Fonte: www.jornaldosamigos.com.br/anedotas.htm)
Rigor científico
“Os vasos sanitários são as portas de entrada dos esgotos cloacais, porque ao seguirmos uma rede deesgoto no sentido inverso de seu fluxo, veremos que a mesma inicia nos vasos sanitários”.
(Preciosidade constante de laudo pericial na Justiça do Trabalho do RS sobre insalubridade, transcrita em acórdão do TRT-4).
Ruminação…
O professor explica sobre o tipo penal do seqüestro, e o pretenso bacharel pergunta interessado:
- Professor, na Índia o povo tem adoração pelos ruminantes bovinos, e se umdesses animais é furtado, isto é seqüestro ou abigeato?
O mestre responde com sutileza:
“Depende…se houver pedido resgate!…
(Em uma aula de Direito Penal, na Unijuí-RS).
Levando na esportiva
“Trabalhamos num processo, eu e meu colega de banca Nerci Ramos Teixeira. Ao executarmos os honorários de R$ 600,00 – deparamos com petição da executada que ofereceu à penhora um jazigo com dois lugares, queentendi como sendo um para mim e o outro para o meu colega. Ainda bem que já tenho lugar marcado para a viagem final em outro “campo santo” (cemitério) que não o da devedora, portanto, esse gostinho eu não dou a ela”. (Relato feito ao Espaço Vital pelo advogado gaúcho Valmir Meller Teixeira, de Santo Ângelo/RS).
Endereço obtido, mas não informado
“Certifico e dou fé que, na rua Deodoro, 1.137 –Funerária Santa Terezinha, procedi à penhora conforme consta auto em anexo. Deixei de intimar a executada em face de que a mesma está residindo em Porto Alegre, sendo que obtive seu atual endereço”. (De uma certidão de oficial de Justiça, em Pelotas (RS).
Juiz a esmo
“Faço estes autos conclusos ao Esmo. Sr. Dr. Juiz de Direito”. (Conclusão em um processo em Vara Cível, no foro de Porto Alegre....
tracking img