Pepa dislexia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3137 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO: PSICOLOGIA DISCIPLINA: PEPA PROFA: Me. Maria Helena Câmara Pinheiro

2º sem. / 2012

TEXTO-AULA: DISLEXIA O estudo dos problemas de leitura é antigo e existem algumas divergências quanto às perspectivas teórico-metodológicas. Muitas teorias foram elaboradas em várias áreas do conhecimento (neurologia, psicologia, educação...) para descrever e explicar os déficits na aprendizagem daleitura e escrita em crianças em idade escolar. No início do século XX, psicólogos e educadores deram pouca importância aos transtornos específicos da linguagem, se concentravam apenas no aspecto pedagógico do problema. Ao mesmo tempo, a classe médica negligenciava o problema na sala de aula, o que contribuía para estabelecer uma grande lacuna entre a recuperação das crianças e o seu problema. Umapesquisa realizada em unidades de saúde mental nos EUA em meados de 1925, mostrou que a dificuldade de ler, escrever e soletrar, se constituíam nas causas mais frequentes dos encaminhamentos. No Brasil, 30% a 40% das crianças das primeiras séries apresentam DAs. (Capovilla, 2012) Neste quadro de DAs existe 2 divisões: 1) Refere-se aos indivíduos com dificuldades escolares relacionadas à alteraçõesde origem e ordem pedagógica, ou ambiental. 2) Refere-se aos transtornos de aprendizagem (TA) que se caracterizam por um quadro de origem neurobiológica relacionado a diversos fatores, dentre os quais, aspectos cognitivos e comportamentais que interferem no processo de aquisição e desenvolvimento das habilidades escolares (Ciasca, 2003) ATENÇÃO! Quadros de TA são bem menos frequentes que casos deDAs. Dados revelam que 3 a 5% da população tenha transtornos de aprendizagem, seja este de escrita, leitura e/ou matemática (Ciasca, 2003).

DIS - distúrbio LEXIA - (do latim) leitura; (do grego) linguagem DISLEXIA - dificuldades na leitura e escrita

Destaca-se a diferenciação entre crianças que apresentam distúrbios de aprendizagem gerais, e portanto, apresentam problemas com a maioria dasmatérias escolares, daquelas que apresentam uma dificuldade específica – em leitura, por exemplo.

As dificuldades de decodificar palavras simples não são esperadas em relação a idade. Apesar de submetida a instrução convencional, adequada inteligência, oportunidade sócio-cultural e não possuir distúrbios cognitivos e sensoriais fundamentais, a criança falha no processo de aquisição da linguagem.Entre os subtipos de TA, os quadros de transtorno específico de leitura, também chamado de DISLEXIA, são os que ocorrem com maior frequência. Aproximadamente, 4 em cada 5 casos de TA são de DISLEXIA, podendo ou não ocorrer ao mesmo tempo com distúrbios de matemática (discalculia), ou de expressão escrita (disgrafia) (DSM-IV). Vários autores começaram a estudar e descrever esse distúrbio tãoconfundido: a dislexia. Oftalmologistas norte-americanos ajudaram a identificar o distúrbio, alegando: “Não são os olhos que lêem, mas o cérebro”. Orton, entre 1928 e 1937, estudou famílias de disléxicos e encontrou algumas alterações como escrita em espelho, e chamou a atenção para o aspecto genético. Sugeriu que o fenômeno era provocado por imagens competitivas nos dois hemisférios cerebrais devido àfalência em estabelecer dominância cerebral unilateral e consistência perceptiva. Seguiram-se a ele, vários outros estudiosos interessados no assunto. (Rotta, 2006) Até a década de 60, a dislexia era frequentemente conceituada como um distúrbio decorrente de déficits perceptivo-visuais. Mas, nos últimos 30 anos houve um crescente reconhecimento de que a maioria dos disléxicos apresenta prejuízosno processamento fonológico, ou seja, na capacidade de decodificar sons da fala e relacioná-los à sua forma ortográfica (Capovilla, 2012). O National Institute of Health USA (Orton Dislexia Society, 1995) define DISLEXIA como um transtorno específico da linguagem de origem constitucional e caracterizado por dificuldades em decodificar palavras isoladas, geralmente refletindo habilidades de...
tracking img