Pentecostes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1636 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de março de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Celebrar Pentecostes
Uma das três festas do calendário Judaico era a festa das Colheitas (Ex 23, 14 – 17; Dt 16) ou Dia das primícias, ou ainda, Festa das semanas (Lv 23, 15 – 21) que era celebrada pelo povo Judeu sete semanas após a Páscoa. Originalmente era uma festa de caráter social e agrícola, realizada no lugar onde se cultivava o trigo e a cevada, posteriormente foi associada à páscoajudaica e levada para o lugar do culto. Nela o povo aprofundava o sentido da fé em Javé: o Deus criador e libertador, fazendo memória da libertação da escravidão no Egito, renovando o compromisso com Ele, cuidando da obediência aos Estatutos divinos e agradecendo pelos dons da terra e da colheita. “A troca de nome para Pentecostes (o quinquagésimo dia, em grego Pentekoste) deu-se a partir do períodogrego (333 – 63 a.C.), quando a Grécia dominou culturalmente o mundo”1.
“Para o evangelista João, a vinda do Espírito Santo se dá no mesmo dia da ressurreição (Jo 20, 19 – 23). Lucas adia esta vinda fazendo-a coincidir com a festa judaica de Pentecostes (At 2,1-11). A narrativa de Lucas revela ainda outras coincidências com o Pentecostes judaico (Ex 19,1-20). Verifica-se em Êxodo o recebimentoda Lei por Moisés, todo o povo reunido ao redor do monte Sinai, relâmpagos, trovões, nuvem escura, etc., símbolos de teofania (= manifestação de Deus); em Atos, a vinda do Espírito Santo, o mundo inteiro reunido em Jerusalém, vento forte, línguas como de fogo, símbolos teofânicos (= manifestação do Espírito de Deus)”2.
A Solenidadede de Pentecostes está inserida no Ciclo Pascal ou quinquagésimapascal “(cinquenta dias como se fossem um só dia de festa, ou melhor, “um grande domingo”). Ela complementa e determina o encerramento deste período que deve se ser celebrado com alegria e exultação, pois manifesta a vida nova do ressuscitado no coração e na atividade dos discípulos”3. Constitui um acontecimento de suma importância para Igreja. “Nela, pela efusão do Espírito Santo, a Igreja émanifestada ao mundo. O dom do Espírito inaugura um tempo novo na "dispensação do mistério": o tempo da Igreja, durante o qual Cristo manifesta, torna presente e comunica sua obra de salvação pela liturgia de sua Igreja, (até que Ele venha)” (CIC 1076)4.
Cristo vive e age pela força do seu Espírito: renova e santifica todas as coisas; reconstitui a unidade perdida; estabelece o Reino de paz e justiça,levando sua obra à plenitude. Este mesmo Espírito que O ressuscitou e O plenificou é derramado continuamente na sua Igreja através das ações litúrgicas, para dar-lhe vida, unidade e santidade. É o Espírito do Cristo Cabeça que mantém a Igreja, Corpo Místico, viva, unida e atuante. É ainda pela ação do Espírito do Cristo, que as ações litúrgicas são eficazes (SC 11), verdadeiros memoriais, queatualizam o seu Mistério redentor e salvador (CIC 1104 – 1107), tornam presente a sua Páscoa (CIC 1111 e 1112), recordam toda a história da salvação (CIC 1099 – 1103), ao mesmo tempo que nos antecipam a vida futura e nos preparam para o encontro com Cristo (CIC 1001) e fazem frutificar o dom da comunhão na Igreja”. (CIC 1108 – 1112)
O Espírito Santo é fonte da santificação e luz da inteligência, suaação secreta prepara e leva à plenitude dos seus dons: sabedoria, entendimento, fortaleza, ciência, conselho, piedade, temor de Deus... Ele dá de Si mesmo, uma certa iluminação à nossa razão natural para que encontremos e reconheçamos a verdade. “Simples na essência, múltiplo nas manifestações do seu poder, está presente por inteiro em cada um, sem deixar de estar todo em todo lugar. Reparte-se enão sofre diminuição. Todos dele participam e permanece íntegro, à semelhança dos raios do sol que fazem sentir a cada um a sua luz benéfica como se fosse para ele só, e contudo iluminam a terra e o mar e se difundem pelo espaço”5.
“É este o mistério do Pentecostes: o Espírito Santo ilumina o espírito humano e, revelando Cristo crucificado e ressuscitado, indica o caminho para nos tornarmos...
tracking img