Peixes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
E.E.F.M.T - Maria Theodora Pedreira de Freitas - FIEB

PEIXES ÓSSEOS E CARTILAGINOSOS.

Nomes: Brunos Soares, Caique Damasceno, Diego Honda, Kaique Souto, Lucas Emilliozi, Matheus Zonaro e Rodrigo Naoto.
Números: 04, 05, 08, 17, 23,25 e 28. Série: 2°G
Disciplina de biologia, professora Cristiane Pereira da Silva.
Barueri, 20/09/2012.

E.E.F.M.T - Maria Theodora Pedreira deFreitas - FIEB

PEIXES ÓSSEOS E CARTILAGINOSOS.

Nomes: Brunos Soares, Caique Damasceno, Diego Honda, Kaique Souto, Lucas Emilliozi, Matheus Zonaro e Rodrigo Naoto.
Números: 04, 05, 08, 17, 23,25 e 28. Série: 2°G
Disciplina de biologia, professora Cristina Pereira da Silva.
Barueri, 20/09/2012.
Estudo dirigido e apresentado para avaliação do rendimento escolar da disciplinade biologia, do curso do 2°ano do ensino médio da escola Maria Theodora, Barueri.
Ministrado pela professora Cristiane Pereira da Silva.

Sumário
01. . . . Capa
02. . . . Folha de rosto
03. . . . Introdução e morfologia
04. . . . Morfologia e fisiologia
05. . . . Fisiologia
06. . . . Classificação e importância dos peixes
07. . . .Classificação ecológica e referências

INTRODUÇÃO
Os peixes são vertebrados aquáticos que possuem brânquias, corpo sustentado por um esqueleto interno cartilaginoso ou ósseo e cujos apêndices, quando presentes, possuem forma de nadadeiras. Respiram primariamente pelas brânquias, locomovem-se por natação através das nadadeiras e, geralmente têm o corpo recoberto por escamas.
São ectotérmicos, istoé, a temperatura do corpo varia conforme o ambiente. Possuem simetria lateral, com exceção dos linguados. Esses vertebrados são extremamente adaptados ao meio aquático onde vivem. Sua grande diversidade ecológica se reflete na imensa variedade de formas, cores e diferentes tipos de locomoção.
REVESTIMENTO
Os peixes, assim como outros vertebrados, são recobertos por pele e revestidos por umasecreção viscosa, o muco. A pele tem duas camadas: epiderme de origem ectodérmica e a derme de origem mesodérmica. Na derme se formam as escamas, e é onde se encontram as glândulas de veneno, mucosas, órgãos elétricos, bioluminescentes (fotóforos), sensoriais, receptores de som e os pigmentos. As células mucosas (glandulares) permitem a comunicação química entre os peixes, reduzem o atrito do corpocom a água e também protegem contra fungos, parasitas e em alguns casos, da predação. Os peixes-bruxa, por exemplo, quando são ameaçados, secretam um muco muito viscoso e espesso, que aumenta muitas vezes de volume em contato com a água. Alguns peixes pulmonados (Lepidosiren e Protopterus) constroem um casulo com muco e lama antes do arroio secar para evitar o ressecamento dos ovos. No Períodoreprodutivo, quando o salmão retorna para a água doce e a enguia para o mar, eles aumentam a produção de muco e a pele fica mais grossa, isso permite reduzir gastos energéticos com a osmorregulação.
ESCAMAS
As escamas têm função protetora e também reduzem o atrito ao nadar. Além disso, o tipo e tamanho de escamas muitas vezes estão relacionados ao modo de vida dos peixes. Por exemplo, a enguia(Anguilla) tem escamas muito pequenas, quase imperceptíveis, com muito muco, tornando-se escorregadia; a corvina (Micropogonias furnieri) tem escamas robustas para proteção; na cavalinha (Scomber japonicus) são reduzidas para nadar rápido; o bagre indiano (Barbus sp) tem escamas muito grandes, do tamanho da palma da mão. Os agnathas viventes não possuem escamas, os tubarões e raias têm escamasplacóides e os teleósteos têm variados tipos de escamas. As escamas que ficam sobre a linha lateral do corpo dos peixes têm pequenos orifícios que ligam a parte exterior séries de células sensoriais e terminações nervosas. As escamas variam enormemente de tamanho, desde microscópicas como em algumas enguias (Anguilla), com cerca de 10 cm no Pirarucu, até mais de 20 cm no Cyprinidae indiano Tor tor....
tracking img