Peixes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4659 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Extinção é o desaparecimento de todos os indivíduos de uma determinada espécie. Difícil é entender o porquê do desaparecimento de todos esses indivíduos. Podemos classificar o modo como a extinção acontece de duas maneiras: aquela advinda da própria natureza, causada por eventos naturais de grandes proporções (vulcanismo, queda de meteoros, etc) ou devida aos preceitos da seleçãonatural(a variabilidade genética leva a uma variabilidade morfológica, e essa variabilidade morfológica confere vantagens adaptativas diferentes entre os indivíduos: os mais bem adaptados ao seu habitat sobrevivem e se reproduzem, enquanto os não tão bem adaptados tendem a morrer e conseqüentemente não reproduzir, não passando à próxima geração seu genoma); uma segunda maneira seria artificial,especialmente relacionada à maneira como o homem lida diariamente com a natureza, seja através da caça predatória de animais específicos, seja através da destruição de ambientes e conseqüentemente do habitat de diversas espécies.
Porém, atualmente, nosso maior problema reside na extinção ocasionada pelo homem. Especialmente após a revolução industrial, o progresso e a ganância levaram o homem a ocupare explorar desordenadamente vários ambientes, deixando danos irreparáveis. Temos como principais focos de extinção: . 1) o interesse comercial direto em algumas espécies naturais: como exemplo podemos citar o tráfico de animais, como a arara, e a matança indiscriminada de elefantes em busca de marfim. A extração do palmito também é um bom exemplo.2) a degradação de ambientes, seja por ocupação inescrupulosa, desmatamento ou poluição, afeta diretamente um grande número de espécies, e indiretamente, um outro grande número.
Dessa maneira, é importante que tenhamos em mente que a natureza é complexa e interligada, e que a luta para a defesa das espécies deve ser feita no ambiente como um todo. É hora de pensarmos que, ao invés de salvarapenas animais cativantes ao público, como o panda ou o mico leão dourado, deveríamos salvar ambientes como um todo e uma biodiversidade que não é mostrada na mídia.
Observe:
1) Atualmente são consideradas em perigo de extinção 16.119 espécies, em todo o mundo, segundo a lista de espécies ameaçadas de extinção publicada pela IUCN em 2006. 2) Nos últimos 500 anos, as atividades humanas causaram aextinção de 816 espécies de seus habitats naturais. . 3)Uma em cada 4 espécies de mamíferos e uma em cada 8 espécies de pássaros são classificados como altamente ameaçadas de extinção pela IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza). . 4) Aproximadamente 25% dos répteis, 20% dosanfíbios e 30% dos peixes são classificados como ameaçados de extinção pela IUCN. . 5) A atual taxa de extinção das espécies, devido às ações humanas, é estimada como 1.000 a 10.000 vezes maior do que a taxa natural de extinção. 6) Desde 1800, foram extintas 103 espécies de pássaros, uma taxa de extinção 50% maior do que a taxa natural.. 7) A perda e a degradação de habitats são a principal ameaça a 89% dos pássaros, 83% dos mamíferos e 91% das plantas em processo de extinção. . 8) Como resultado da pesca predatória e da diminuição dos estoques de peixes, desde 1996, o número de espécies de albatroz ameaçadas de extinção saltou de 3 para 16.
Será citado adiante alguns exemplos de peixes dafauna brasileira ameaçadas de extinção.




















Ginglymostoma cirratum, Tubarão lixa
Ginglymostoma cirratum (Bonnaterre, 1788)

NOME POPULAR: Tubarão-lixa; Cação-lixa; Lambaru; Urumaru

FILO: Chordata

CLASSE: Chondrichthyes

ORDEM: Orectolobiformes

FAMÍLIA: Ginglymostomatidae

STATUS DE AMEAÇA

Brasil (MMA, IN 05/04): Ameaçada

Estados...
tracking img