Pedofilia intrafamiliar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1978 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO: O objetivo deste artigo, é caracterizar a situação de violência sexual intrafamiliar, que é o abuso sexual contra criança e adolescente, que ocorre dentro do sistema familiar da vitima, podendo o agressor ser um parente (pai, irmão, primo) ou alguém que tenha laços afetivos com a criança ou adolescente gozando de plena confiança não só dos responsáveis como da própria criança. O métodoutilizado para à apresentação do artigo, foi pesquisa com coleta de dados através de revisão bibliográfica. Os resultados mostram que as maiores vitimas da pedofilia no âmbito familiar são do sexo feminino. Através das pesquisas tomamos conhecimento também que a pedofilia intramailiar esta longe de problemas socioeconômicos, atingindo assim todas as classes, independente de nível, raça ou corPALAVRA – CHAVE: Intrafalmiliar / Abuso Sexual / Pedofilia / Crianças e Adolescente INTRODUÇÃO TÍTULO / TEMA: PEDOFILIA INTRAFAMILIAR O tema visa conceituar a pedofilia, que segundo alguns estudiosos a definem como doença do distúrbio psicológico e desvio sexual. Considera-se como abuso sexual todo tipo de contato sexualizado, desde falas eróticas ou sensuais e exposição da criança a materialpornográfico até o estupro seguido de morte. Dentro deste vasto espectro incluem-se carícias intímas, relações orais, anais, vaginais com penetração ou não, além do voyeurismo () e exibicionismo entre outros. Em relação ao abuso sexual infantil, Azambuja, (2004) divide em dois grupos: familiar e não familiar. A violência sexual intrafamiliar, na maioria dos casos inicia-se na terna idade, passando a teraumento gradativo de situações de atentado violento ao pudor por um longo tempo, antes de ocorrer qualquer forma de penetração. É estimado que 70% dos abusos intrafamiliares dura acima de um ano, os 30% divide-se em 20% em um único contato sexual e 10% tem uma durabilidade acima de quatro anos. O objetivo deste artigo é mostrar o índice de casos ocorrido em Camaçari, segundo dados coletados na DEAM(Delegacia de Assistência a Mulher) e Conselho Tutelar através de denuncias anônimas e as providências tomadas pelo órgãos responsáveis. O objetivo também é informar que veículos de comunicação divulgam com freqüência os crimes de pedofilia, mas esquecem de divulgar os danos causados as crianças vitimas do abuso sexual, tanto na saúde mental quanto na saúde física, onde crianças vitimizadasnecessitam de acompanhamento especializado juntamente com a família. Ressaltamos que, o CRAMI durante anos de trabalho com a Violência Sexual Doméstica contra criança e adolescentes, percebeu uma grande necessidade de contar com profissionais na área de saúde preparados para o atendimento

das famílias incestogenicas, pois, dadas as características peculiares destas famílias e a complexidade deproblemática em si, o tratamento não se resume a simplismente uma psicoterapia convencional ou consulta ginecológica. Este tratamento refere-se a um conjunto de ações integradas, executadas por uma equipe interdisciplinar e especializada que tenha como objetivo amenizar os danos causados pela violência, oferecer a família a oportunidade de reconstrução de seus vínculos afetivos e dar ao agressor umtratamento digno e adequado (sem prejuízo das medidas legais cabíveis). Para muitos profissionais, especialmente da área psicológica, a imposição de se submetera um tratamento inviabiliza a realização dele com sucesso e, além disso o contato constante com os órgãos de defesa dos direitos da criança é visto como prejudicial ao tratamento. Assim, os profissionais que se dispuseram a atender uma famíliaincestogênica ou um de seus membros precisam ter a referida especialização, e se dispor a trabalhar em equipe e em conjunto com órgãos de proteção da criança e do adolescente e com adultos que estejam submetidos a ordem judicial para tratamento. Para isso não é preciso criar espaços como clinicas de referencia para o atendimento especializado e sim, que tanto a rede de saúde pública como a...
tracking img