Pedagogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2262 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

Pedagogia em espaços não-escolares
Prof. Lúcio José C Batista
luciobatista.fortium@gmail.com




EDUCAÇÃO DE RUA: (IM)POSSIBILIDADES DE INCLUSÃO

Jacyara Silva de Paiva


UM CENÁRIO SE ABRE
 
O fenômeno da pobreza, da exclusão, apesar de não ser novo em nosso país, agrava-se a cada dia tornando as pessoas cada vez mais miseráveis do que suportariam ser, e é obvio, quenesse processo perverso, uma minoria dominante determina quem são os excluídos: justamente aqueles que os sustentam (SAWAIA et al., 2001).
Nesse cenário de injustiça e prenhe de complexidades, crianças e adolescentes iniciam o caminho doloroso da exclusão. Essas crianças “invadem” o espaço público, se fazendo ver e sentir a quem quer que passe. Parecem – e aparecem – ainda se multiplicar, trazendoconsigo primos, vizinhos, amigos e irmãos, confundindo-se às vezes com a própria paisagem.
Do ponto de vista jurídico, a criança e o adolescente se constituem, ao menos no discurso, como “sujeitos de direito”. A Constituição Brasileira, o Estatuto da Criança e Adolescente corroboram esse pensamento, ao menos no papel, na comovente “poesia das letras” – no imaginário ou no ideal – existe a criançae o adolescente empobrecidos como sujeitos de direito.
Os meninos e meninas, que fazem das ruas seu lar, são parte desse cruel retrato de exclusão social, representam vidas postas à margem, quase sempre vistos como chagas sociais. Uma ferida que não ousamos enxergar, pois é parte integrante do nosso próprio ser, mas que, num mecanismo de defesa, negamos, ignoramos...
No que se (re) fere aescolarização das crianças e dos adolescentes empobrecidos, seria impossível negar a importância da educação formal nas diferenças sociais, na exclusão social, que existe desde o início do Brasil colônia, e hoje, com a globalização, perpetua a crueldade. Numa realidade no mínimo complexa, a escola que inclui é a mesma que exclui, a escola que faz desaparecer o sonho é a mesma que ainda se constituicomo palco de esperança e de espera para os excluídos.
Passado mais de um século de escravidão carregamos ainda suas chagas sociais e as suas feridas, que se manifestam por meio da discriminação racial, do desemprego, da injustiça e da criança e do adolescente negros e pobres, que deveriam estar na escola e encontram-se na rua, representando ora com resistência, ora com resiliência o papel de nãocidadão, de inexistentes para as agendas de políticas sociais. Nesse processo desumano de exclusão, estão inseridas as crianças e adolescentes de e na rua, que às vezes parecem ter nascido das entranhas da “grande mãe rua” que as (a) colhe.
Chegamos ao final do século XX com um sistema de educação formal que para alguns estudiosos é precário (Leite, 1991), com a exclusão crescente nas camadaspopulares, praticamos paradoxalmente uma inclusão excludente, na qual as crianças e os adolescentes de rua passam quase que invisíveis. Eles não entram nem mesmo em dados estatísticos, ninguém na escola reclama sua falta.
Uma política de atendimento baseada na exclusão, na ideologia silenciosa que nega às massas populares, aos desvalidos socialmente uma educação inclusiva, contribui assim, para achegada das crianças e adolescentes às ruas.
A rua não pode mais continuar sendo uma instituição para excluídos, alicerçada pela negação da cidadania, esta fase precisa ser ultrapassada, e só o será com a participação efetiva da escola, quando esta enxergar o menino e menina que estão nas ruas como alunos que precisam retornar à escola.

A VIDA NAS RUAS...

A rua é o lugar onde se perde,lugar de vazios, sem intimidades, lugar da impessoalidade, lugar de todos e de ninguém. As crianças e os adolescentes quando chegam às ruas carregam consigo a dor de várias perdas: a perda de uma casa, da família e aos poucos das lembranças, das datas, do nome, perde-se até mesmo o silêncio, pois em meio a tanto barulho, fica difícil ouvir a si mesmo.
Nas ruas vamos encontrar dois grupos de...
tracking img