Parapsicologia no brasil: entre a cruz e a mesa branca

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 30 (7427 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Parapsicologia no Brasil: Entre a cruz e a mesa branca
Profa. Dra. Fátima Regina Machado
Inter Psi – CENEP – COS – PUC/SP
Faculdade de Comunicação e Filosofia – PUC/SP
Instituto de Psicologia – USP
Em minha dissertação de mestrado “A Causa dos Espíritos: Um estudo sobre a utilização da Parapsicologia para a defesa da fé católica e espírita no Brasil”, defendida com êxito em 1996 noPrograma de Pós-Graduação em Ciências da Religião da PUC/SP, apresento um estudo comparativo entre três abordagens adotadas para o estudo dos chamados fenômenos parapsicológicos, com concentração de interesse no tratamento dado à investigação dos chamados casos Poltergeist . Os propositores das diferentes abordagens em questão foram Oscar Gonzales-Quevedo, Hernani Guimarães Andrade e William Roll, acada um dos quais dedico um capítulo, expondo sua trajetória de estudos, seu envolvimento com a Parapsicologia e sua abordagem de pesquisa.

Há muito o desejo de divulgar essa dissertação de mestrado existe, porém devido a alguns percalços ainda não foi possível terminar a transformação do trabalho acadêmico em livro. Enquanto essa tarefa não é cumprida, trago neste artigo uma espécie de resumode parte do que foi tratado na dissertação como um todo, feitas algumas revisões e atualizações, concentrando-me, principalmente, no contexto de desenvolvimento da Parapsicologia em território brasileiro. Assim, o presente texto se voltará às abordagens de Quevedo e Andrade especificamente. Por meio do conhecimento do contexto e das vias pelas quais a pesquisa parapsicológica – também conhecidacomo historicamente Metapsíquica e Pesquisa Psíquica, hoje denominada mais amplamente de Pesquisa Psi no Brasil – chegou e se desenvolveu em nosso país, é possível ter uma compreensão mais abrangente de suas diferentes abordagens, dos desvios e vieses que ela sofreu e ainda sofre.

Ao ouvirmos falar em “Parapsicologia no Brasil”, nos vem à mente um misto de idéias que envolvem crendices,superstições, religiões, ocultismo. Realmente observa-se uma miscelânea de assuntos e práticas que, ao longo do tempo, foram abrigados sob o guarda-chuva denominado “Parapsicologia” para onde tudo o que é estranho, bizarro e aparentemente fora do normal foi empurrado. Por falta de conhecimento ou, vez por outra, por pura má fé, ao longo do tempo foram sendo semeadas informações equivocadas em terrasbrasileiras sobre essa ciência difundida principalmente na Europa e nos Estados Unidos da América. Em termos de divulgação popular, foram difundidas informações mais ou menos distorcidas sobre a pesquisa parapsicológica. Desde que essas informações começaram a chegar em terras brasileiras até hoje nossos dias vivenciamos capítulos de histórias mal-contadas por algumas pessoas que especulam a“Parapsicologia” de forma equivocada. Como num jogo de telefone sem fio, há várias pessoas que interpretaram e continuam interpretando as informações recebidas à sua maneira, satisfazendo necessidades ou desejos particulares.

Se de um lado observam-se crédulos absolutos da existência de fenômenos parapsicológicos, de outro há aqueles(as) que se dizem céticos(as) negando a priori a existência dequalquer possibilidade de ocorrência de eventos anômalos que desafiem as leis científicas estabelecidas. Essa negativa se deve principalmente em razão do cenário criado pelos modos como a Parapsicologia foi divulgada no país, sempre envolvida com grupos de tendências religiosas, principalmente católicos e espíritas kardecistas, que procuram explicar as experiências psi pela ótica de sua respectiva fé,como se estivessem a falar de ciência. Se isto gerou atritos e preconceitos entre esses dois principais grupos religiosos, gerou também preconceitos relacionados à Parapsicologia naqueles que estão fora da disputa entre espíritas e católicos. Isto ocorreu porque criou-se o hábito de considerar essa ciência como uma pseudo-ciência, uma vez que o que mais se divulgou a respeito da pesquisa...
tracking img